Saúde

Vitamina K2: a Protetora do seu Coração

Antes de falar um pouco sobre a vitamina K2, preciso lhe fazer uma pergunta importante…

Será que você tomaria um comprimido para evitar doenças cardíacas se soubesse que esse produto só aumentaria seu risco? Com certeza, não tomaria!

Pois é, mas é isso que vejo com frequência…

Será que você está tomando estatinas para prevenir doenças cardíacas?

Os estudos mostram que essas drogas não são seguras, podendo causar insuficiência renal e danos no fígado. E mais, podem até ser letais.

Essas medicações são muito boas na redução do colesterol, mas aí está o problema: o colesterol alto não é a causa da doença cardíaca.

Na verdade, reduzir seus níveis de colesterol com estatinas pode realmente causar doenças cardíacas.

Como assim?

Uma das maneiras que as estatinas danificam o coração é inibindo a vitamina K2, pois esse nutriente ativa uma proteína chamada MGP, que ajuda a prevenir o endurecimento das artérias.

Com isso, há uma piora dos níveis de placas nas artérias, aumentando o risco de aterosclerose e insuficiência cardíaca. 

Hoje está muito claro que o causador de doença cardíaca é inflamação e oxidação.

Os estudos mostram que a vitamina K2 previne a inflamação inibindo os marcadores pró-inflamatórios produzidos pelas células brancas do sangue. 

A vitamina K2 é uma das mais importantes para a saúde do coração. Veja o que um estudo com 4.800 pessoas mostrou em relação a seus níveis elevados:

  • diminuíram o risco de doença arterial coronariana em 57%.
  • diminuiu o acúmulo de cálcio nas artérias em 52%. 
  • reduziu o risco de morte por qualquer causa em 26%.  

Além disso, observou-se nesse mesmo estudo que:

  • as populações que obtêm mais vitamina K2 em suas dietas reduzem o risco de morrer de doenças cardiovasculares 50% em relação àquelas que têm quantidades menores.
  • a cada aumento diário de 10 mcg de K2, o risco de doença coronariana diminui em 9%.

Mas hoje a realidade que vivemos é que cerca de 98% das pessoas são deficientes de K2.

Os nossos ancestrais receberam muito K2 em suas dietas, quando se consumia carne de órgãos, o que não ocorre com frequência hoje.

A necessidade mínima de K2 é de 45 mcg para colher os benefícios de saúde do coração.

Você pode obter essa vitamina consumindo fígado de ganso, bovino ou de galinha.

Está presente também na carne e produtos lácteos de animais criados a pasto. Mas lembre-se que no caso dos animais criados em confinamentos, à base de grãos, você não terá esse nutriente.

Entenda o porquê:

As pastagens são ricas em vitamina K1. Animais que as comem têm uma capacidade única de converter K1 em K2. Portanto, carne, ovos e laticínios de animais alimentados a pasto contêm altos níveis de vitamina K2 em comparação com seus equivalentes alimentados com grãos.

Agora que você já sabe da importância desta vitamina para o coração, faça o que os estudos recomendam:

Use um suplemento de vitamina K2 entre 45 e 90 mcg por dia.

Mas lembre-se que pelo fato da K2 ser uma vitamina lipossolúvel, deve ser tomada com uma refeição que contenha gordura boa para garantir a absorção. Antes de começar, converse com seu médico para que ele faça uma avaliação do seu caso.

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *