Um Óleo Essencial de Copaíba… Mais Potente do que o Normal?

Talvez você já conheça o óleo essencial de copaíba. Eu mesmo já comentei sobre ele por aqui.

É mais um daqueles segredos incríveis da Amazônia, feito através da destilação da resina dessa espécie vegetal.

Ele sempre foi usado pelas populações locais, e hoje está ficando cada vez mais conhecido, por causa de benefícios como:

  • Propriedades anti-inflamatória, anticâncer, antisséptica e anti-hemorrágica, o que o torna ótimo para ajudar a cicatrizar e desinfetar feridas, além de amenizar problemas de pele como psoríase, dermatoses, eczemas e urticária.
  • Combate da caspa e fortalecimento dos cabelos.
  • Usado na aromaterapia como uma boa opção para promover relaxamento e equilíbrio emocional.
  • Efeito expectorante, amenizando sintomas de problemas respiratórios, como a asma.

Agora, os especialistas em óleos essenciais brasileiros estão desvendando outros segredos dos óleos feitos com nossas plantas nativas.

E embora o óleo essencial de copaíba já fosse conhecido, a novidade é que foi descoberto um tipo específico desse óleo…

O óleo essencial de copaíba branca

Como o próprio nome já diz, o óleo é feito a partir da destilação da resina da copaíba branca (Copaifera officinalis).

O segredo desse tipo especial de óleo essencial de copaíba é a alta concentração de um composto chamado alfa-humuleno.

Para simplificar, ele faz desse óleo uma espécie de “versão turbinada” do óleo essencial de copaíba, com benefícios como:

  • Ação anti-inflamatória, analgésica e até anticancerígena aumentadas.
  • Usado como gel ou creme em locais de dor, pode apresentar efeito até maior na redução dos sintomas do que alguns remédios.
  • Tem efeito antibacteriano e antifúngico, sendo uma boa opção contra micoses (nesse caso, estamos da oleoresina, a forma ainda não destilada, que também pode ser encontrada nas lojas de óleos essenciais).
  • Efeito anti-inflamatório, mostrado em pesquisas como superior até aos medicamentos com diclofenaco de sódio. 

Cuidados no uso dos óleos essenciais

Seja no uso do óleo essencial de copaíba branca ou em outros óleos essenciais, vale a máxima: use depois de conversar com seu médico e com a indicação de um profissional de saúde habituado a esse tipo de tratamento.

Use na pele sempre bem diluído em óleos carreadores, como óleo de coco, amêndoas ou oliva. 

E faça sempre um teste em uma pequena porção da pele para ver se não nenhuma reação alérgica.

Dessa forma, você evita riscos… Ficando só com os benefícios 100% naturais.

Supersaúde! 

 –

Este artigo contou com a colaboração de pesquisas e materiais do especialista Fabian Laszlo (Coordenador do Instituto Brasileiro de Aromatologia).

 –

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link