Será que eu devo consumir gordura?

Nunca antes na história da nutrição humana falou-se tanto sobre o papel das gorduras e óleos (tecnicamente chamados por lípides); jornais e revistas estão cheios de artigos sobre o assunto e programas de rádio e televisão têm falado sobre isso com grande frequência. Isso prova que as discussões acerca da gordura estão mesmo em evidência.Acontece, que desde que o mundo é mundo, nada é perfeito e, quase todos esses artigos e até mesmo os livros têm sido escritos por indivíduos que não têm treinamento científico verdadeiro em óleos e gorduras. E infelizmente, muito do que eles têm falado é incorreto ou completamente inaceitável. Além disso, nos textos sobre nutrição e alimentação divulgados pelos mais variados veículos, há tantos erros, especialmente sobre gordura e óleos, que mal dá para acreditar como uma pessoa foi capaz de dizer tudo aquilo. Individualmente, podem até haver erros por falta de cuidado, mas coletivamente eles têm sido muito frequentes.

Até que ponto o consumo de Bacon é seguro?

Você já deve ter notado que o famoso bacon, um alimento admirado por muitos, é basicamente gordura. O que talvez você não saiba é que 50% dessa gordura é monoinsaturada, consistindo, principalmente, em ácido oléico (um tipo valioso encontrado no óleo de oliva). Ainda 3% dessa gordura é ácido palmítico (monoinsaturado com valiosas propriedades antimicrobianas) e, aproximadamente 40% é gordura saturada. Essa quantidade de gordura saturada pode preocupar as pessoas que têm verdadeira fobia por gordura, mas é preciso entender que ela é relativamente estável e não se rancidifica em condições normais de armazenamento e cozimento. É importante também ressaltar que os 10% restantes são compostos de óleos poliinsaturados, valiosos, porém instáveis.A gordura do porco contém fosfatidilcolina, que tem propriedades antioxidantes superiores a da vitamina E. Essa pode ser uma das razões pelas quais a banha e a gordura do bacon são relativamente estáveis, com isso não se rancidificando pelos radicais livres.

Uma grande ajuda na defesa dos danos cerebrais causados pelo Alzheimer!

Poderoso antioxidante e muito rico em ácidos graxos de cadeia média (TCM), o óleo de coco favorece o bom funcionamento de vários sistemas do organismo. Atua sobre o equilíbrio metabólico e já entrou na moda como a mais nova arma para perda de peso. Também protege o sistema cardiovascular e a integridade neuronal. Usá-lo como suplementação nutricional pode funcionar na defesa contra danos cerebrais causados por processos degenerativos como Alzheimer, Parkinson que, assim como no diabetes tipo 2, podem se relacionar com a resistência à insulina. Daí o Alzheimer já ser chamado de Diabetes tipo 3. Sabe-se que pessoas com diabetes tipo 2, com resistência à insulina, estão mais propensas a desenvolver doença de Alzheimer.Glicose ou gordura

O consumo de ovos pode melhorar a forma como você vê o mundo

Além de nutrientes importantes para o coração, o consumo de ovos traz grandes benefícios para os nossos olhos.Já faz algum tempo que alguma mente brilhante teve a ideia de propagar que o colesterol dos ovos contribui, e muito, para o aparecimento de doenças cardíacas. Desde então, a teoria ganhou adeptos e transformou os ovos em um alimento demonizado pelo público apavorado com gordura. O que essa mente não contava é que ela estaria redondamente enganada.

Sem gordura não dá!

Os benefícios da gordura na alimentação do atleta são muitos e poderosos. Sua falta pode comprometer todo um árduo trabalho feito para melhorar a performance.Pouco caso com a saúde? Falta de informação? Não sei, mas muitos atletas continuam se alimentando mal. Entre os pecados cometidos, evitar gorduras é dos mais comuns e imperdoáveis, pois elas atuam em importantes processos orgânicos. Mesmo as chamadas “gorduras ruins” são necessárias, desde que estejam em equilíbrio com outras gorduras e substâncias. As gorduras “do bem” favorecem a oxigenação dos tecidos, produzem energia, regulam as funções celulares e contribuem para uma rápida e melhor recuperação de lesões de tecidos e articulações. Esses benefícios são muito importantes para atletas. Quando as taxas de gordura não estão adequadas, pode ter certeza: a performance nos esportes estará comprometida.

Emagreça sem trans!

Elimine essa gordura de sua vida. Com ela, vai sumir a adiposidade extra localizada no abdome e você ganhará mais saúde e energia.De que adianta ficar horas malhando em busca de condicionamento e belas formas, se o lanchinho de recompensa for regado a gorduras trans? De que adianta fazer dieta, se essas danadas estão lá, à espreita, escondidas nas preparações culinárias aparentemente saudáveis? Os médicos têm alertado sobre os perigos desse tipo de gordura e você deveria tomar suas precauções.

A leptina e a perda de peso

Esse hormônio, que é produzido pela gordura, tem a função de dizer ao cérebro como andam as reservas de energia. Se estão baixas, sente-se fome. Altas, levam à sensação de saciedade.Nas pessoas cujo organismo oferece resistência à ação da leptina, e que podem ser identificadas por um simples exame de sangue, a mensagem de saciedade não chega corretamente ao cérebro.

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER
close-link