Alimentação

Supersaúde na Brasa: Este é o Melhor Churrasco!

Uma das minhas coisas favoritas nos finais de semana é fazer churrasco no gramado com a família e amigos. E tem um componente que não pode faltar… Trata-se de um hambúrguer suculento na grelha, coberto com bacon e queijo.

Mas parece que quase toda vez que eu tenho um grande grupo de pessoas para um churrasco, um ou dois sempre me perguntam se eu tenho uma opção vegetariana.

Claro que forneço muitas opções para todos comerem. Afinal, quero fazer meus convidados felizes. E na maioria das vezes, eu consigo até mesmo parar de dizer-lhes que não comer carne é ruim para a saúde deles!

Mas é completamente diferente quando esses convidados se tornam meus pacientes. É quando digo a eles que recomendo a carne vermelha como parte importante de um plano saudável de refeição primária.

A carne vermelha era a principal fonte de proteína e gordura dos nossos antepassados. E é isso que nos tornou os humanos com cérebro grande que somos hoje.

Pense nisso… É muito mais difícil caçar carne do que colher frutas e verduras. Afinal, as plantas não podem nos atacar ou fugir de nós!

Mas nossos ancestrais instintivamente sabiam que precisavam de proteína e gordura da carne. De fato, sem carne, nunca teríamos sobrevivido até o século 21.

Porque cada célula do nosso corpo requer proteína para sobreviver. E gordura para prosperar…

Veja só, a proteína é o principal bloco de construção da vida. Você usa proteína para formar, manter e reparar tecidos. E é um componente essencial dos músculos, ossos, articulações, pele, cabelo e sangue. Você também usa proteínas para produzir enzimas, hormônios e anticorpos que estimulam o sistema imunológico.

E comer a gordura certa é igualmente importante. A gordura ajuda-o a transportar nutrientes pelo seu corpo e a entregá-los onde forem necessários. As vitaminas A, D, E, K e CoQ10 não podem ser absorvidas sem gordura.

Quando comer carne é um problema

Agora é onde meus amigos vegetarianos estão certos quando dizem que a carne vermelha é ruim para você…

A carne que está disponível em nossas mercearias hoje é muito diferente do tipo que nossos ancestrais primitivos comiam. Na verdade, pode ser prejudicial à sua saúde.

A grande indústria da carne cria gado de forma industrial, o que não é natural. Esses animais foram constantemente alimentados com rações de grãos e soja transgênicas, engordados e tratados artificialmente com hormônios, e mantidos vivos por antibióticos.

E essa condição de vida não natural dos animais na indústria alimentícia moderna produz gordura animal doente. Todos os herbicidas, pesticidas, toxinas e hormônios a que ele foi exposto está presente na sua própria gordura.

As técnicas agrícolas modernas impedem que os animais façam qualquer exercício. Isso faz com que se tornem obesos e com o tipo errado de gordura.

Eles acabam se tornando uma concentração antinatural e doentia de ácidos graxos ômega-6. E então passam essa concentração para você.

E enquanto se precisa de ambos os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 para uma boa saúde, a proporção desses ácidos na dieta moderna se torna desproporcional.

Nossos ancestrais tinham uma proporção de 1:1 de ômega-6 para ômega-3 em suas dietas. Isso significa que para cada pedaço de ômega-6 que eles consomem, eles também comem a mesma quantidade de ômega-3. Em nosso mundo moderno, a proporção de gorduras ômega-6 e ômega-3 que comemos disparou para 20 a 1.

Como você sabe, os ácidos graxos ômega-6 são uma causa direta da inflamação. E a inflamação é o fator subjacente em quase todas as doenças modernas – de diabetes e doenças cardíacas a artrite, depressão e câncer.

Então, durante meus churrascos, sirvo sempre hambúrgueres de carne de gado criado à pasto aos meus convidados.

Afinal, é o que o médico prescreve!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *