Prevenção

Sua Verdadeira Idade Biológica e o Risco de Câncer de Mama

Vou te fazer uma pergunta simples: quantos anos você tem? Eu sei que a resposta está na ponta da língua, mas não estou falando disso. Estou me referindo à idade biológica, aquela que o seu corpo tem de verdade! Já ouviu falar?

Essa idade biológica está relacionada ao seu DNA. Mais especificamente à metilação do DNA, um processo que modificação química normal do envelhecimento.

Bom, o que um estudo mostrou recentemente é que, no caso das mulheres, quanto maior a idade biológica, maior o risco de câncer de mama.

Entendendo a relação entre idade biológica e câncer de mama

A pesquisa do National Institutes of Health, dos Estados Unidos, fez testes em amostras do DNA de cerca de 50 mil mulheres. Segundo os cientistas, em geral, a cada 5 anos, houve um aumento da idade biológica com relação à idade cronológica.

Ou seja, com o passar do tempo, há uma aceleração da idade do DNA se comparada com a idade convencional. Essa mudança está relacionada principalmente com o estilo de vida de cada pessoa.

E para as mulheres, para cada vez que a idade biológica aumenta – no caso do estudo, conforme comentei, em média a cada 5 anos – o risco do câncer de mama aumenta 15%.

Olhando assim, realmente parece uma má notícia, não é mesmo? Mas junto com ela, há também a boa, conforme comentou o Dr. Jack Taylor, um dos autores do estudo:

“Descobrimos que, se sua idade biológica é mais antiga que sua idade cronológica, seu risco de câncer de mama aumenta. O inverso também é verdadeiro. Se sua idade biológica for menor que sua idade cronológica, você pode ter um risco menor de desenvolver câncer de mama”.

Sabe o que isso significa? Que você não está condenada a envelhecer mais rapidamente nem a ter câncer de mama. É possível se proteger!

Cuide dos seus telômeros!

Existem duas estruturas nas suas células que, se bem cuidadas, podem retardar o avanço da idade biológica. São os telômeros e as mitocôndrias.

Telômeros: são como relógios de contagem regressiva que protegem o DNA nas suas células, que encurtam a cada divisão celular. E quanto mais curtos ficarem, mais rapidamente você desenvolve os sinais do envelhecimento. Proteja os seus telômeros, pois eles podem retardar e até reverter o processo de envelhecimento. Então, ao proteger e nutri-los, você pode voltar anos atrás.

Mitocôndrias: as suas células também contêm minúsculas organelas chamadas mitocôndrias, que são as usinas que transformam combustível em energia. E a sua mitocôndria tem seu próprio DNA e seu próprio impacto sobre o processo de envelhecimento.

Agora que você sabe disso e conhece a importância de retardar o envelhecimento real – ou seja, do seu DNA – que tal descobrir as estratégias para resolver o problema? É só clicar aqui e conferir!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *