Estética

Isso é Pior para o seu Sorriso do que o Vinho Tinto

Muitas pessoas evitam o vinho tinto, apesar de seus benefícios para o coração e para o cérebro, pois ele é considerado ruim para os dentes. Eles ouviram que beber vinho tinto tornaria seus dentes escuros, comprometendo o seu sorrisos e podendo manchar seu esmalte.

E a solução que encontraram é mudar do vinho tinto para o vinho branco, assim evitando transformar o seu sorriso branco brilhante em escuro.

Mas antes disso, há algo que você precisa saber…

O vinho branco é ainda pior para os dentes do que o vinho tinto.

Mas nem tudo está perdido, pois há boas notícias para os bebedores de vinho sobre como manter seu sorriso brilhante e saudável.

Em um estudo aonde se testou os efeitos do vinho tinto e branco nos dentes, que foi publicado na revista Nutrition Research, descobriu-se que todos os vinhos podem corroer o esmalte natural de seus dentes.

Mas o vinho branco é o pior, pois é muito ácido, o que torna o esmalte dos dentes mais poroso, removendo dele os minerais como o cálcio. Isso leva à desmineralização dentária, podendo causar cáries, além de maior escurecimento dos dentes.

Comprovou-se que o vinho branco Riesling era o mais ácido, mas também não era só ele que corroía o esmalte. Sucos e bebidas gasosas como refrigerantes também.

Você pode até pensar que uma boa escovação depois de um copo de vinho reverta o efeito ácido, mas na verdade, isso pode causar mais danos.

Quando você bebe uma taça de vinho, o seu esmalte já fica mais agredido, e na sequência, com a escovação nesse esmalte sensibilizado, haverá maior risco de expor e danificar a dentina e a polpa interna do dente.

Portanto, o melhor que você tem a fazer depois de beber vinho é simplesmente lavar a boca com água para diluir o ácido. E só após 30 minutos se pode escovar os dentes.

Com isso a sua boca tem um tempo para produzir mais saliva, que ajuda a neutralizar o ácido. Outra vantagem é que a saliva também contém cálcio e fosfato, que ajuda os dentes a absorver esses minerais e a ficarem mais duros.

Ou seja, a saliva ajuda a remineralizar seus dentes.

Atenção, você não precisa desistir da sua bebida favorita com o jantar!!!

Agora veja como remineralizar seus dentes, reconstruir um sorriso brilhante e desfrutar dos benefícios que um estudo recente mostra. Os pesquisadores concluíram que o vinho tinto pode prevenir a cárie dentária e a doença da gengiva.

A doença gengival é uma condição séria que prediz risco importante de infarto cardíaco. Tudo começa com uma placa simples e à medida que evolui, cria um terreno fértil para as bactérias, desencadeando a gengivite. Essa condição é uma inflamação das gengivas, tornando-as vermelhas, inchadas e sangrentas.

Caso não seja tratada, pode se transformar em doença periodontal, aonde as gengivas se retraem expondo as raízes dos dentes. A infecção ataca o tecido que prende os dentes ao maxilar, aumentando o risco dos dentes começarem a se soltar e até cair.

Esta condição permite que as bactérias que causam cáries passem para a corrente sanguínea, danificando o revestimento dos vasos sanguíneos.

A boa notícia é que o vinho tinto pode ajudar a bloquear todo esse processo de doença…

Um novo estudo no Journal of Agriculture and Food Chemistry descobriu que o vinho tinto contém dois compostos vegetais chamados ácidos cafeico e p-cumárico, que são polifenóis antioxidantes extremamente poderosos.

Esses antioxidantes reduzem a concentração das bactérias nocivas em sua boca, podendo impedir a formação de placas dentárias, cáries e doenças nas gengivas.

Mesmo que você não seja fã de vinho tinto, não há problema, pois é possível obter polifenóis de muitas frutas, legumes e especiarias. As melhores fontes são:

  • Café, chá verde e cacau em pó
  • Uvas pretas e cerejas
  • Cravo e anis estrelado

Como melhorar a saúde das gengivas

Para manter suas gengivas saudáveis, seus dentes brilhantes e um belo sorriso, associe:

  • Coenzima Q10. Pessoas com doença gengival têm uma deficiência de CoQ10. Suplemente-a na forma “reduzida” ou ubiquinol, pois é mais efetiva que a ubiquinona.
  • Vitamina D3. Níveis sanguíneos adequados de vitamina D3 podem diminuir suas chances de desenvolver gengivite e doença periodontal, segundo um grande estudo. Além disso promove menos sangramento gengival em manipulação odontológica.

Sua melhor fonte de vitamina D é o sol. Em termos alimentares enfatizeo óleo de fígado de bacalhau, salmão selvagem e pequenos peixes como arenque, sardinha e anchova.

No caso de suplementação, pesquisas indicam que é melhor usar na forma de vitamina D3 chamada calcitriol, que é cerca de 87% mais potente que D2. Associar vitamina K2 (menaquinona-7) e magnésio tem se mostrado promissor ao melhorar a absorção.

Caso você esteja fazendo uso de medicações para baixar o colesterol, como as estatinas, tenha ciência que certamente está deficiente que CoQ10 e vitamina D. Portanto, converse com seu médico.

Como remineralizar seus dentes para um belo sorriso

Faça uma dieta paleolítica ou cetogênica.

É como nossos ancestrais primitivos faziam para ossos e dentes fortes. Consuma grande quantidade de gorduras boas (azeite, manteiga e óleo de coco) e proteínas em moderação, pois isso não vai corroer seus dentes.

Enfatize carne bovina, aves, ovos e laticínios de animais criados a pasto e peixe de água fria capturado na natureza. Estes são ricos nas vitaminas D e K e nos minerais como cálcio, magnésio e fósforo que endurecem o esmalte dos dentes.

Este é o contrário da dieta moderna, aonde a alimentação é rica em açúcares refinados e alimentos ácidos, como grãos e outros carboidratos que corroem os dentes.

Crianças que ingeriam menos carboidratos e tomavam vitamina D tinham muito poucas caries.

Se você tiver a dieta correta, terá mais facilidade de formar nova dentina para reconstruir os dentes, segundo estudo publicado no British Medical Journal..

Outra opção é bochechar com óleo de coco.

Trata-se de uma prática antiga de desintoxicação ayurvédica conhecida como Kavala Graham, que é usada há mais de 3.000 anos.

É um processo simples de espalhar uma colher de sopa de óleo de coco na boca e bochechar por alguns minutos. Isso deixa uma película na superfície dos dentes e gengivas para ajudar a evitar que as bactérias grudem e formem placas bacterianas.

Segundo esse conhecimento antigo, o ideal é fazer isso três ou quatro vezes por semana por cerca de 5 minutos, sem engolir, e na sequência lavar a boca e escovar os dentes

Faça seu próprio creme dental mineralizante

A grande maioria das pastas de dentes é adoçada e cheia de aditivos artificiais. Procure fazer o seu próprio creme dental, regenerador de esmalte dentário

Ingredientes:

  • 8 colheres de sopa de óleo de coco
  • 4 colheres de sopa de bicarbonato de sódio
  • 2 colheres de sopa de xilitol
  • 20 gotas de óleo essencial de hortelã
  • 1 colher de chá de cálcio (pó)
  • 1 colher de chá de magnésio (pó)

Misture todos os ingredientes em uma pasta e escove os dentes como de costume. Isso será mais natural e só trará benefícios para o seu sorriso!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre saúde e alimentação!
Conquiste uma super saúde agora!
(É GRÁTIS)
QUERO RECEBER
close-link

Isso é Pior para o seu Sorriso do que o Vinho Tinto