Smartphones e Depressão em Jovens: Uma Ligação Alarmante

Certamente você já viu como jovens e adolescentes passam o tempo em smartphones. O uso excessivo do aparelho é até motivo de discussões em família, principalmente quando ele não é deixado de lado nem em ocasiões especiais. Até mesmo durante o almoço há aqueles que levam o telefone para a mesa!

Agora, o que uma pesquisa mostra é que há uma relação alarmante entre o vício em smartphone e casos de depressão entre jovens. Os pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, avaliaram 346 jovens entre 18 e 20 anos e descobriram que quanto mais eles utilizavam os aparelhos, mais diziam sofrer com solidão e sintomas de depressão.

Segundo um dos responsáveis pelo estudo, o foco foi jovens que se sentem dependentes dos smartphones. Um exemplo são aqueles que sentem-se ansiosos e desconectados quando estão longe dos aparelhos. Eles responderam a questões sobre essas sensações e perguntas que tinham como objetivo medir sua solidão e quadro depressivo.

Quem vem primeiro? Depressão ou vício?

Os pesquisadores ainda têm certa dúvida sobre a origem do problema. Pode ser que os jovens usem mais os smartphones por estarem depressivos ou que fiquem depressivos por causa do vício. Mas ao que parece, a segunda opção é a mais provável.

Se esse for realmente o caso, a resolução do problema passa por um uso consciente do aparelho, refletindo-se diretamente na redução do quadro depressivo. Os responsáveis pela pesquisa sugerem ainda que é importante para os jovens buscarem formas de atenuarem o estresse do dia a dia, já que o vício em celulares costuma estar associado a uma busca de redução desse estresse.

Nesse sentido, conversar com amigos próximos sobre o problema, praticar exercícios físicos e até mesmo meditação podem ser bastante úteis. Então, se você tem algum adolescente ou jovem na família que passa muito tempo ao smartphone – algo que é cada vez mais comum – vale a pena ficar de olho.

A comprovação dessa ligação entre os smartphones e a depressão é um sinal de alerta importante. O apoio da família é fundamental, especialmente nessa fase da vida onde os desafios do início da vida adulta começam a preocupar os jovens. Portanto, fique atento!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link