Seus Intestinos podem Influenciar o Cérebro do seu Bebê!

Toda grávida sabe o quanto a nutrição é importante para a saúde do bebê.

Afinal de contas, durante a gestação, os alimentos recebidos pelo feto são de responsabilidade das mães.

Por isso sempre vemos mamães preocupadas em garantirem todos os nutrientes, vitaminas e minerais às suas crianças que ainda estão no ventre…

Mas como sempre comento por aqui, não basta apenas se alimentar bem.

É preciso garantir que esses nutrientes sejam bem absorvidos pelo corpo. E é aí que entra em cena a importância de uma boa ecologia intestinal.

As bactérias boas que vivem nos nossos intestinos, além de melhorarem nossa imunidade, são responsáveis também por ajudar nessa absorção.

Só isso já seria o suficiente para as gestantes se atentarem a manter a flora intestinal em dia…

Mas o que ciência vem descobrindo é que parece haver muito mais em jogo!

Flora intestinal e desenvolvimento fetal

Uma pesquisa recente, feita pela Universidade da Califórnia – Los Angeles, avaliou alguns animais de laboratório para entender a influência da flora intestinal das mães no desenvolvimento do cérebro do feto.

No estudo, que foi publicado na renomada revista científica Nature, as ratinhas que esperavam filhotes receberam antibióticos que matavam suas bactérias boas dos intestinos.

As conclusões foram chocantes, pois os pesquisadores puderam ver que o desenvolvimento do cérebro fetal foi duramente afetado pela ausência de uma boa flora intestinal nas mães.

Alguns genes sofreram um impacto direto, prejudicando, por exemplo, o crescimento dos neurônios nos filhotes.

“A microbiota intestinal tem a incrível capacidade de regular muitos produtos bioquímicos, não apenas na mãe grávida, mas também no feto em desenvolvimento e no cérebro do feto”, comenta a Dra. Helen Vuong, uma das autoras da pesquisa.

Os pesquisadores afirmam ainda que, a partir desse estudo, pode-se concluir que as interações entre a flora intestinal da mãe e sistema nervoso em desenvolvimento da prole começa mais cedo do que se imagina.

Embora ainda não seja possível dizer que isso acontece com os humanos exatamente igual aos camundongos, as mães devem estar atentas à flora intestinal.

Pesquisas anteriores já confirmaram que a microbiota influencia em outros fatores na saúde do feto.

A questão do desenvolvimento cerebral é mais um motivo para as futuras mamães estarem alertas.

Aliás, só o fato de entendermos a importância do microbioma intestinal na absorção de nutrientes e aumento da imunidade já deveriam ser suficientes para você conferir as dicas a seguir!

Como manter uma boa flora intestinal

Veja os conselhos fundamentais para uma flora intestinal:

Alimentação

Muitos alimentos, em especial os fermentados, contam com a presença de bactérias boas.

Ao ingeri-los, elas vão direto para o intestino, onde formam colônias e garantem saúde para a você e consequentemente para o seu bebê.

Alguns exemplos de probióticos são:

  • Iogurte
  • Kefir
  • legumes em conserva, como kimchi e chucrute
  • Tempeh
  • Missô

Além deles, temos os prebióticos. Em geral, são alimentos que contêm fibras que permanecem inalteradas através do estômago e intestino delgado.

Elas são o combustível para as bactérias boas ​​no cólon.

Veja alguns itens:

  • Cebola
  • Alho-poró
  • Alho
  • Aspargos
  • Alcachofra de Jerusalém
  • Banana
  • Inhame
  • Batata-doce

Suplemento probiótico

Procure por suplementos que contenham o Lactobacillus acidophilus, com pelo menos 200 milhões de CFUs (unidades formadoras de colônia).

Lembre-se de conseguir um bom produto, garantindo que essas bactérias vivas cheguem ao colón ainda eficazes.

Essas dicas valem para qualquer pessoa, não somente as gestantes.

Agora, se você está esperando a visita da cegonha e pretende usar probióticos, converse com o seu médico.

Ele saberá adequar o suplemento ao seu caso em especial, principalmente se já estiver fazendo uso de outros suplementos alimentares.

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • How microbes in a mother’s intestines affect fetal neurodevelopment. Eurekalert, 23 set. 2020.
  • Vuong, H.E., Pronovost, G.N., Williams, D.W. et al. The maternal microbiome modulates fetal neurodevelopment in mice. Nature (2020). DOI: 10.1038/s41586-020-2745-3
  • Probióticos Reduzem Risco de Sepse em Bebêswww.DrRondo.com
  • Probióticos: papel crucial na sua saúde!www.DrRondo.com
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link