Seu Filho Não Escreve à Mão? Pois deveria!

Antigamente, a caligrafia era ensinada nas escolas. Tínhamos até cadernos especiais para ajudar as crianças a terem uma letra bonita.

Essa não é mais uma realidade tão comum hoje em dia. E com o avanço das tecnologias, cada vez menos jovens, crianças e adultos escrevem à mão.

Para as novas gerações, os teclados do computador se mostram mais rápidos. Alguns até são mais ágeis digitando na tela do celular do que escrevendo por extenso!

Mas será que a redução da escrita com lápis ou caneta pode ter alguma influência no aprendizado?

Segundo uma pesquisa realizada na Noruega, a resposta é sim!

Escrita à mão e aprendizado

Pesquisadores da Norwegian University of Science and Technology já vem investigando há algum tempo como escrever à mão tem influências positivas no aprendizado e na memória.

Em estudos, um feito em 2017 e outro concluído recentemente, eles observaram crianças e adultos que escreviam à mão.

Esses voluntários foram analisados com o uso de eletrodos, em uma espécie de touca colocada na cabeça.

Os sensores captavam os impulsos elétricos do cérebro, rastreando e registrando as ondas cerebrais durante um período de 45 minutos.

Segundo os resultados, o cérebro das crianças e adultos se mostravam mais ativos quando eles escreviam por extenso do que quando usavam teclados.

Segundo a pesquisadora Audrey van der Meer, neurocientista autora do estudo, escrever à mão melhora não só o aprendizado, mas também a memória:

“O uso de caneta e papel dá ao cérebro mais ‘ganchos’ para pendurar suas memórias. Escrever à mão cria muito mais atividade nas partes sensório-motoras do cérebro.

Muitos sentidos são ativados pressionando a caneta no papel, vendo as letras que você escreve e ouve o som que você faz enquanto escreve.

Essas experiências sensoriais criam contato entre diferentes partes do cérebro e abrem-no para o aprendizado. Nós tanto aprendemos quanto lembramos melhor.”

Como muitas escolas da Europa já tem inclusive pensado em se tornar totalmente digitais, sem que as crianças passem pela fase de escrever à mão, a pesquisadora faz o alerta de que isso pode prejudicar o aprendizado.

Escrever à mão: algumas dicas importantes

Vimos que escrever por extenso, segundo essa pesquisa, aumenta o potencial do cérebro.

Vamos resumir algumas dicas para o dia a dia de jovens e adultos:

1 – Aprendizado das crianças

Embora as crianças demorem um pouco mais para aprenderem a escrever à mão, essa fase não deve ser pulada.

Pelo contrário: estimule seu filho a escrever e desenhar.

Ele vai dar asas à imaginação e garantir de melhor coordenação motora, memória e aprendizado.

2 – Estimulando a memória

Nós, adultos, sabemos o quanto estamos sempre em busca de praticidade e rapidez.

É por isso que cada vez mais usamos os eletrônicos.

Mas não custa nada reservar um pouco de tempo para fazer anotações à mão.

Precisa se lembrar de compromissos importantes? Que tal um caderninho? Anotar de próprio punho certamente vai ajudar!

3 – Protegendo o seu cérebro

Como vimos no estudo, a atividade do cérebro é muito maior quando se escreve à mão. Isso foi comprovado com nada mais nada menos que 250 eletrodos pela equipe de pesquisa!

Então, mantenha sua estimulação cerebral escrevendo por extenso. Trata-se de uma proteção a mais contra a degeneração do órgão.

Hora de pegar a caneta e papel! O resultado é uma mente afiada!

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Eva Ose Askvik, F. R. (Ruud) van der Weel, Audrey L. H. van der Meer. The Importance of Cursive Handwriting Over Typewriting for Learning in the Classroom: A High-Density EEG Study of 12-Year-Old Children and Young Adults. Frontiers in Psychology, 2020; 11 DOI: 10.3389/fpsyg.2020.01810
  • Norwegian University of Science and Technology. “Why writing by hand makes kids smarter: Writing by hand creates much more activity in the sensorimotor parts of the brain, researchers found.” ScienceDaily. ScienceDaily, 1 October 2020.
  • O que é Melhor? Escrever à Mão ou Digitar?www.DrRondo.com
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link