Infantil

Seria a Amamentação o Segredo da Nossa Evolução?

Você já parou para se perguntar quanto tempo durava a período de amamentação dos nossos ancestrais? É certo que é fundamental para a saúde, mas será que isso ajudou os seres humanos a evoluírem?

Pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, e da Universidade de Lyon, na França, acabam de fazer uma descoberta que traz luz a esse assunto. Além disso, ela mostra a importância crucial da amamentação para as crianças.

Para entender pesquisa, vamos por partes… Como você deve saber, além do Homo sapiens, existiram outros hominídeos que foram aos poucos extintos, como o Australopithecus africanus e os Paranthropus robustus, certo?

O que o estudo fez foi comparar fósseis de todos eles, analisando os isótopos de cálcio presentes no esmalte dos dentes – algo que indica a intensidade da ingestão de leite materno pelos seus filhotes. Eles descobriram, assim, diferenças significativas entre a amamentação dessas diferentes espécies…

A amamentação de nossos ancestrais

As respostas foram claras: enquanto os bebês dos outros hominídeos eram amamentados somente durante os primeiros meses, os dos “homo” mamavam até os 3 ou 4 anos de idade, mesmo quando já podiam ingerir outros alimentos. Essa diferença pode ter tido papel fundamental no desenvolvimento da nossa espécie. Segundo o Dr. Theo Tacail, da Universidade de Bristol, um dos autores do trabalho:

 “A prática do desmame […] difere entre os membros modernos da família dos hominídeos, que incluem humanos e grandes símios modernos: orangotangos, gorilas, chimpanzés e bonobos.

O desenvolvimento de tais diferenças comportamentais provavelmente teve um papel importante na evolução dos membros da linhagem humana, sendo associado, por exemplo, ao tamanho e estrutura dos grupos sociais, desenvolvimento cerebral ou demografia”.

Interessante, não é mesmo? Os pesquisadores dizem que ainda são necessários mais estudos sobre o tema, mas é realmente uma descoberta instigante que nos diz muito sobre o hábito do aleitamento materno!

Portanto, é sempre importante ressaltar: não há substitutos para a amamentação, principalmente no início da vida dos bebês. Se você ainda tem dúvidas sobre isso, clique aqui e confira os outros artigos do site sobre o assunto. Ele é garantia de uma Supersaúde, tanto na infância quando para o resto da vida!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *