Será o Açaí o Causador do Aumento da Doença de Chagas?

A doença de Chagas é transmitida pelos barbeiros infectados pelo Trypanosoma cruzi, um parasita que vive no sistema digestivo dos insetos.

A transmissão clássica de infecção chagásica é através da picada do inseto, que ocorre à noite, a maioria das vezes no rosto, em especial nos lábios ou olhos enquanto você dorme.

A partir dos anos 70 o controle do barbeiro reduziu este tipo de transmissão no país.

Atualmente, a principal forma de contaminação é via oral. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), estima-se que 300.000 americanos tenham a doença de Chagas, incluindo 40.000 mulheres grávidas, e acredita-se que a prevalência esteja aumentando. A doença foi inicialmente relatada no Texas em 2010, mas desde então foi identificada em 28 estados.

A doença de Chagas também foi identificada na Espanha, Itália, França, Suíça, Austrália, Japão e Reino Unido. Acredita-se que a Bolívia tenha a maior prevalência de Chagas no mundo, e que, globalmente, a doença seja responsável por 10 mil mortes a cada ano.

O problema é que a transmissão também pode ocorrer por meio de alimentos contaminados com as fezes do barbeiro ou suas partes trituradas.

Os principais alimentos são a cana de açúcar e o açaí, especialmente no Pará, aonde o consumo desse alimento é grande e os casos aumentaram. Mas ainda não se sabe ao certo o motivo do aumento, o que só ficará comprovado com a interpretação dos estudos epidemiológicos de andamento.

A hipótese que se tem é que a expansão do consumo do açaí e/ou a melhora do diagnóstico da doença possam justificar esse aumento que vem ocorrendo.

Outras formas possíveis de transmissão podem ser por transfusão de sangue ou transplante de órgãos.

Prevalência da ascensão da doença

Na verdade, a quantidade de casos agudos notificados obrigatoriamente mais do que dobrou entre 2010 e 2017.

Acredita-se que o número de doentes crônicos no Brasil esteja entre 2 milhões a 4,5 milhões de brasileiros.

Na América Latina, aonde a doença de Chagas é mais prevalente, cerca de 12 milhões de pessoas estão infectadas.

Paralelo a esse aumento no Brasil, acredita-se que nos EUA também esteja aumentando. Segundo um estudo americano de 2014, 1 a cada 6,5 mil doadores de sangue testou positivo para Doença de Chagas. É preocupante, pois a doença foi inicialmente relatada nesse país em 2010.

Após isso, a doença já foi relatada em 28 estados americanos.

Fases Agudas e Crônicas de Chagas

“A doença de Chagas causa mortalidade prematura e incapacidade substancial, que ocorre com frequência na população mais produtiva, adultos jovens, e resulta em uma perda econômica significativa”, disse um representante médico da American Heart Association.

Os barbeiros podem espalhar a doença de Chagas para humanos e animais. Em humanos, a doença tem duas fases de manifestação. A primeira é a fase aguda, geralmente sem sintomas no início, e que pode durar algumas semanas ou meses.

Quando se apresentam sintomas nessa fase, os mais frequentes são:

  • Febre
  • Fadiga, Dores de cabeça e no corpo
  • Erupção cutânea
  • Perda de apetite
  • Diarreia e Vômito
  • Aumento leve do fígado ou do baço
  • Edema palpebral (local da mordida)

Dos infectados pelo parasita, aproximadamente 30% estão em risco de desenvolver a doença de Chagas crônica.

Na fase crônica da doença, que pode se manifestar até duas décadas depois, há risco de apresentarem sérios problemas, como aumento do coração, insuficiência cardíaca, frequência cardíaca alterada e / ou parada cardíaca. Os sinais intestinais incluem um esôfago ou cólon aumentados, o que pode causar dificuldades na digestão.

Dicas de prevenção

Considerando a dificuldade do tratamento, a prevenção é fundamental. Como os barbeiros picam a noite, evite paredes no quarto que tenham frestas ou possibilidades de se alojarem.

Dormir ao ar livre em uma barraca ou acomodações rústicas também pode aumentar o risco de ser mordido.

Tratamento

O tratamento na fase aguda, quando as chances de cura são altas, em torno de 80%, é feito com o medicamento antiparasitário benznidazol, normalmente fornecido pelo SUS.

Então, em caso de suspeitas, procure o médico. Se você estiver com a doença de Chagas, o quanto antes começar seu tratamento, melhor!

Referências bibliográficas:

  • Kissingbug.tamu.edu, FAQ
  • Sabin.org. November 19, 2013
  • The Atlantic. July 24, 214
  • Acta Tropica October 2015; 150: 97-99
  • Circulation August 20, 2018
  • Tech Times August 24, 2018
  • Jornal Folha de São Paulo. 14/10/2018. B1
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link