Bem-Estar

Será a Música Clássica a Solução para Dores e Inflamação?

Qual a influência de uma boa música clássica para seu bem-estar? Bom, para os ouvidos, certamente você já sabe. Mas para a saúde em geral, parece haver alguns mistérios que a ciência está começando a desvendar!

E se eu dissesse que esse tipo de música pode influenciar em casos de dores e inflamação? É incrível, mas foi justamente isso o que alguns pesquisadores descobriram ao fazerem alguns testes com animais.

O estudo, desenvolvido na Universidade de Utah, nos Estados Unidos, foi publicado no periódico Frontiers in Neurology. Os cientistas colocaram alguns ratinhos de laboratório que tinham feridas ou inflamações nas patas para ouvirem Mozart.

Após 21 dias de pesquisas, os animais que foram expostos ao som se mostraram 77% mais resistentes à dor do que aqueles que não ouviram nenhum tipo de música.

Além disso, suas respostas aos medicamentos foram melhores. Aqueles que receberam remédios como o ibuprofeno, por exemplo, e ao mesmo tempo foram expostos à música clássica de Mozart, tiveram 93% mais redução de inchaço do que os que receberam somente o remédio, sem nenhuma música.

Ainda não se sabe ao certo por que isso acontece, e uma hipótese é que a música clássica reduz a liberação do cortisol, o hormônio do estresse, diretamente ligado a inflamação.

A expectativa dos pesquisadores é que no futuro possamos tratar algumas doenças com menos remédios. Isso seria ótimo, pois como sabemos, sempre há algum efeito colateral oculto nessa quantidade de medicamentos que ingerimos no mundo moderno.

Outros benefícios da música clássica

Não é só nas dores e inflamação que esse tipo de música já mostrou resultados positivos. Pesquisadores brasileiros e britânicos concluíram que a música clássica é capaz de reduzir a frequência cardíaca em pacientes hipertensos.

Isso ocorre devido à redução da atividade do sistema nervoso simpático, que coordena nossos batimentos cardíacos. E além da música clássica, já se demonstrou que ouvir música de uma forma geral pode ajudar com:

  • Combate ao estresse e ansiedade
  • Melhora do humor
  • Melhora do sono
  • Melhore de performance em exercícios físicos
  • Combate da depressão
  • Combate a dores
  • Melhora da imunidade
  • Melhora de habilidades visuais e motoras em crianças

É muita coisa, não é mesmo? Então, se você gosta de uma boa música, fique sabendo que ela pode fazer muito bem para a sua saúde. E para saber mais sobre o assunto, é só conferir neste link. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Front. Neurol. 10:277.
  • Wilson, James. “Adrenal Fatigue: The 21st Century Stress Syndrome.” Smart Publications, 2002
  • Lancet, February 6, 1999;353:455-458.
  • Biochem. Thysiol., 1989;94A(4):569-574
  • Internal Medicine World Report, 1992;7(8):13-41.
  • British Journal of Hospital Medicine, 1996;55(9):571-574.
  • Postgraduate Medicine, January1991;89(1):159-164
  • Annals of Medicine, 1994;26:1-3.
  • Explore the musical brain. Scientific America. 22 january. 2001.
  • J Adv Nurs. 2008 May;62(3):327-35
  • https://www.drrondo.com/a-magia-do-som/
  • Pain Management Nursing, Volume 14, Issue 2, June 2013, Pages e39-e46
  • Developmental Science, 2012; 15 (3): 398
  • Annals of the New York Academy of Sciences, 2012; 1252 (1): 25
  • Practicing a Musical Instrument in Childhood is Associated with Enhanced Verbal Ability and Nonverbal Reasoning. PLoS ONE 3(10): e3566
  • https://www.drrondo.com/7-beneficios-da-musica-para-sua-saude/
  • https://www.drrondo.com/musica-classica-efeitos-positivos-hipertensao/
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *