Alimentação

Salsinha Melhora sua Imunidade e Digestão

Se você já provou um prato com salsinha (Petroselinum crispum) como tempero, sabe o quanto ela garante um gosto especial aos alimentos. Há também aqueles que preferem usá-la apenas para enfeitar as receitas… Mas depois do que você vai ler agora, tenho certeza que sempre que puder vai comê-la!

O primeiro motivo para isso é sua boa quantidade de vitamina C. Apenas 100 g de salsinha contém mais de 130 mg dessa vitamina, que como você já deve saber, é essencial para o funcionamento do seu corpo e para te manter livre de gripes e resfriados. Lembre-se que nosso corpo não produz vitamina C, e ela precisa ser absorvida pelos alimentos.

Também tem bastante vitamina A, luteína e zeaxantina, importantes para a saúde da sua visão, e uma quantidade incrível de vitamina K, responsável pela coagulação sanguínea e para um bom aproveitamento no cálcio no seu corpo.

Dentre os minerais estão o ferro, que ela contém mais do que o espinafre, além do cálcio, magnésio, potássio e zinco, em menores quantidades.

Digestão, imunidade e câncer

Tendo bom teor em fibras, a salsinha auxilia na digestão. Ela também estimula seu sistema imunológico, melhorando a sua proteção contra doenças.

Agora, um dado interessante: um estudo relacionou a salsa à proteção contra o câncer de mama. Pesquisadores da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, usaram a apigenina, um composto existente na salsinha, para diminuir o avanço de tumores de mama causados por um hormônio sintético, geralmente tomado por mulheres na menopausa.

Cuidados no uso da salsinha

Um cuidado que você precisa ter em mente é se você toma remédios anticoagulantes. A vitamina K, como comentei acima, otimiza a coagulação sanguínea.

Como está muito presente na salsinha, portanto, excessos podem lhe causar problemas se você toma esse tipo de medicamentos. Evidentemente, o uso da salsa como tempero não envolve grandes quantidades, mas vale a pena ficar atento se for o seu caso.

Então, aproveite mais esse Superalimento. E o melhor: ela pode ser plantada em um vaso pequeno e é fácil de ser cuidada, garantindo salsa fresca sempre que quiser!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *