Alimentação

Ricota: Boa ou Ruim?

Alguns amam… Outros detestam, por acharem “sem gosto” ou de paladar muito suave… Será que a ricota é um queijo bom para a sua saúde? Vale a pena analisar de perto esse produto para responder a questão.

A ricota é um queijo produzido desde a antiguidade, sendo apreciada tanto pelas pessoas da região rural quanto pelos moradores da antiga Roma. Não é nem preciso dizer que a partir daí ela se espalhou pelo mundo. Era feita tanto do leite de vaca quanto de outros animais, como de cabras e ovelhas.

Hoje, porém, muita gente a consome por um motivo: ela é um queijo que contém pouca gordura… Mas será que essa é uma boa ideia?

Bom, se você me acompanha por aqui, já deve saber que não!

Nas últimas décadas passamos por uma verdadeira doutrinação contra as gorduras. Transformamo-nos em “gordurofóbicos”. Na verdade, as gorduras boas, vindas de fontes naturais, como animais criados a pasto, coco e oliva devem ser a base de nossa alimentação.

São os carboidratos que devem ser evitados. Quando trocamos a forma pela qual obtemos energia dos alimentos dos carboidratos para as gorduras, ganhamos em saúde e ficamos em forma, ao contrário do que fomos “ensinados” todo esse tempo.

O que você deve realmente se preocupar quando o assunto é queijo

Não tenha medo das gorduras do queijo. Principalmente quando é feito do leite de animais criados livres, pastoreando. Isso significa que eles não consomem ração, que contém grãos transgênicos, e nem que ficam confinados, recebendo para isso antibióticos que acabam no produto final.

O queijo de leite de animais criados a pasto é ideal inclusive para ser produzido sem pasteurização, o que traz benefícios como:

  • Aumento do HDL colesterol, protetor contra doenças metabólicas e doenças cardíacas.
  • Redução o nível de triglicérides, também importante na proteção cardiovascular.
  • Promoção do aumento do metabolismo, o que ajuda no emagrecimento.
  • Presença de poliaminas, derivados de aminoácidos que agem contra o envelhecimento e também melhorar a saúde cardiovascular.

E essa dica vale tanto a ricota quanto para outros queijos…

Mas então, voltemos à pergunta: comer ricota ou não? Bom, se você está fazendo isso só pela baixa gordura, esqueça. Procure por um bom queijo envelhecido ou com gorduras, que será melhor para sua saúde e seu paladar.

Agora, se você gosta da ricota, sem problemas, desde que você opte preferencialmente pelas feitas com leite de animais a pasto e não pasteurizados, conforme comentei. E mesmo assim não se esqueça das gorduras naturais!

Elas são boas para você. Se ainda duvida disso, confira nas referências abaixo algumas postagens sobre a Dieta Keto e irá entender melhor o que estou falando. Hora de partir o queijo!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *