Resistência a Antibióticos: a Dica Mais Simples de Todas para se Proteger

Você já ouviu falar da resistência a antibióticos? Se não, é melhor começar a se informar!

Eu sei nos últimos meses nossa preocupação número 1 é a Covid-19… Mas a resistência a antibióticos já era um de nossos principais problemas de saúde em todo o mundo.

E a tendência é que continue a ser. Mesmo depois que o novo coronavírus estiver controlado!

Isso porque trata-se de uma questão mais ampla, que envolve nossos hábitos e a forma que temos tratado doenças e produzido comida nas últimas décadas.

Não é segredo pra ninguém que usamos cada vez mais antibióticos. Às vezes, quando nem precisamos! Ou você nunca viu ninguém sair de tomando esses remédios por uma simples tosse?

É claro que cada caso é um caso, e somente o médico pode fazer uma avaliação e receitar o remédio mais indicado. Mas muitas pesquisas vêm demonstrando o uso indiscriminado de antibióticos por parte das pessoas.

O grande problema é que hábitos errados estão criando bactérias praticamente impossíveis de se deter com nossos medicamentos. Sim, são super bactérias que parecem “imortais” e podem causar doenças graves!

Será que tem como se proteger? Olha, recentemente pesquisadores deram uma dica simples que certamente ajudará na prevenção.

Mas antes, é preciso entender melhor o que estou falando. Veja nos exemplos abaixo como ocorre a resistência a antibióticos…

Os principais problemas no uso de antibióticos

Uso excessivo

Quando alguém que não precisa de antibiótico o usa, o medicamento acaba estimulando o aparecimento de super bactérias. As doses erradas matam algumas delas – as mais fracas – deixando somente as mais fortes.

Elas se reproduzem e acabam se transformando em um exército de malfeitoras microscópicas resistentes aos antibióticos!

Uso inferior ao recomendado

O contrário também acontece… Quando o antibiótico é necessário, o médico corretamente faz a receita, é claro.

Agora, vamos supor que ele peça para que você tome por 10 dias, por exemplo.

No sétimo dia, você já se sente ótimo, e suspende o uso por conta própria… O que acontece?

O mesmo que disse agora há pouco. As bactérias que restam são as mais fortes, as que resistiram a uma semana de antibióticos!

Você pode até se sentir bem, mas elas ainda estão lá. E da mesma forma, vão parar no ambiente, infectando outras pessoas. Agora, imagine quando milhares de pessoas fazem isso, todo o tempo…

Antibióticos nos alimentos

Pensamos sempre nos antibióticos para tratar as nossas doenças, mas nos esquecemos que eles também são usados na produção de carne.

Em países onde há predominância de gado de confinamento, os animais recebem doses de antibióticos para resistirem a essas condições adversas. Essas pequenas doses vão parar no nosso prato e depois no nosso corpo, com efeitos similares aos descritos anteriormente.

Alimentos transgênicos e pesticidas

Também promovem a imunização de bactérias aos antibióticos.

Os herbicidas, em especial, podem ativar de certos genes nas bactérias que as tornam resistentes aos antibióticos.

Como se proteger?

Segundo especialistas em saúde pública do Global Hygiene Council (GHC), há uma dica simples que todos podem seguir para prevenir o problema.

É uma forma de reduzir o risco da criação e transmissão de bactérias resistentes a antibióticos.

Quer saber qual é?

Uma dica: você já devia estar fazendo há muito tempo…

É simples:

Limpe sua casa e seja mais higiênico!

Agora, com a Covid-19, muitos mudaram os hábitos e estão mais atentos à limpeza. Sempre que possível as pessoas têm lavado as mãos adequadamente e higienizado as casas.

O que os pesquisadores pedem é que esses cuidados sejam mantidos para se evitar também a proliferação de bactérias. Confira abaixo um resumo com essa e outras dicas:

Dicas para prevenir a resistência a antibióticos

1 – Higienize sua casa

Foque nos pontos de maior acesso a micro-organismos, como maçanetas e superfícies – algo que aprendemos bem nessa pandemia e que precisa ser mantido.

Assim evitamos infecção não só por vírus, mas também bactérias, que exigem o uso de antibióticos.

2 – Lave as mãos corretamente

Outra medida que ganhou força e deve sempre ser lembrada. O Global Hygiene Council (GHC) cita um estudo em que foi observada a redução de infecções respiratórias em crianças em 30% depois que de melhorada a higienização das mãos.

3 – Consuma alimentos provenientes de animais criados a pasto

Procure por carne, leite e ovos de animais criados soltos, pastoreando. Assim será mais garantido que eles não receberam antibióticos durante a criação.

4 – Use antibiótico só por orientação médica

Somente o médico poderá lhe dizer quando o antibiótico deve ser usado e receitá-lo. Use conforme a receita, nem mais, nem menos!

5 – Fortaleça sua imunidade

A prevenção é a melhor medicina. Se sua imunidade estiver em alto, seu corpo conseguirá lutar melhor contra bactérias, evitando infecções e o uso de remédios.

Se cada um fizer a sua parte na luta contra a resistência aos antibióticos e às super bactérias, a sua saúde e a saúde de todo o mundo só tem a ganhar!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link