Saúde

Quanto de Vitamina D Você pode Tomar?

Apesar de ser importante a suplementação da vitamina D nos dias atuais, com frequência as pessoas fazem uso dela sem controle algum. Como se vê divulgação maciça da sua necessidade, parece algo da moda, então praticamente todos tomam achando que estão tendo só benefícios.

Mas é preciso tomar cuidado com os excessos! Veja os riscos da intoxicação de vitamina D ou hipervitaminose D.

Consequências

Por se tratar de uma vitamina solúvel em gordura (lipossolúvel), assim como as vitaminas A, E e K, quando em excesso fica armazenada na gordura corporal e pode permanecer no seu corpo por um longo tempo.

Ao tomar altas doses de vitamina D, seu o fígado produz uma substância química chamada 25 (OH) D, que faz com que o cálcio se acumule na corrente sanguínea (chamada hipercalcemia), podendo-se depositar nas artérias e induzindo aterosclerose.

Além disso, pode causar depósitos de cálcio nos rins, induzindo cálculos renais. Nas articulações, induz artrose, e nos olhos, catarata. Portanto, você terá cálcio, mas certamente no local errado!

Sinais de intoxicação

Veja os sinais de que você pode estar tomando muito dessa vitamina:

  • Ficar doente com mais frequência 
  • Dor abdominal e problemas digestivos como náusea, prisão de ventre, diarreia ou perda de apetite
  • Aumento da sede e boca seca, além de urinar com frequência
  • Exaustão, fraqueza, dor muscular e óssea
  • Névoa cerebral, inquietação, sensação de confusão e tontura
  • Taquicardia, Arritmia cardíaca e Alterações na pressão sanguínea
  • Dores no peito e cabeça

Como prevenir / tratar a toxicidade

A melhor maneira de evitar a toxicidade da vitamina D é sempre procurando o seu médico para lhe determinar a dosagem adequada. É necessário um monitoramento através de exames de tempos em tempos para que você a use em dosagens adequadas ao seu caso.

Para a prescrição e controle, se dosa no sangue o 25 (OH) D.

  • Níveis terapêuticos mínimos são de 65 a 80 ng / ml.
  • Níveis terapêuticos ótimos desejados são de 80 a 100 ng / ml.
  • Níveis superiores a 150 ng / ml são considerados tóxicos.

Em caso de intoxicação pela vitamina D, certamente o tratamento recomendado será interromper o uso da mesma e restringir o cálcio da dieta.

Há situações que requerem medicamentos intravenosos, como corticosteróides ou bisfosfonatos, para controlar os sintomas.

Por isso, repito, aconselho sempre conversar com seu médico e realizar exames de controle para que seus níveis não se tornem tóxicos.

Como manter altos níveis de vitamina D sem suplementos

  1. Exposição ao sol com a pele exposta por cerca de 15 a 20 minutos na maioria dos dias, sem protetor solar, é a maneira mais segura de obter vitamina D suficiente.
  2. Comer alimentos ricos na vitamina – como peixes e outros frutos do mar, ovos e leite cru.

Estas duas opções não causam toxicidade.

Como manter altos níveis de vitamina D com suplementos

A ingestão padrão para prevenir deficiência é de:

  • Crianças 400 UI / dia
  • Adultos 600 a 800 Ui / dia

Porém, atualmente, os estudos mostram uma necessidade maior, como:

  • Crianças 1.000 a 2.000 UI / dia
  • Adultos 5.000 a 10.000 UI / dia

Portanto, converse com seu médico. A falta de vitamina D é uma realidade dos nossos tempos, mas o excesso também lhe fará mal. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *