Qual a Ligação entre a Gengivite e a Obesidade?

Quando se trata de saúde, existem algumas relações que à primeira vista não nos parecem tão óbvias. Porém, quando analisadas de perto, passam a fazer mais sentido. É o caso da estranha ligação entre obesidade e gengivite – que no fim das contas não é tão estranha assim como você pode estar imaginando…

A primeira coisa que precisamos compreender é do que se trata a gengivite. Esta é uma inflamação das gengivas causada pelo acúmulo de placa bacteriana no sulco gengival, ou seja, a área de contato entre os dentes e a gengiva.

Quando isso não é resolvido e o indivíduo persiste com maus hábitos de higiene bucal, o caso evolui para infamação dos tecidos ao redor do dente, a região periodontal. Essa periodontite, portanto, pode ocasionar perda dos dentes e até mesmo levar as bactérias das bolsas periodontais para sua corrente sanguínea.

É uma complicação grave, podendo gerar inclusive a endocardite bacteriana, uma inflamação causada por essas bactérias no revestimento interno do coração. Nessa fase sua vida correrá um sério risco… E tudo porque você deixou o fio dental de lado!

Gengivite, periodontite e obesidade

Agora, além disso, o que um estudo descobriu é que há uma relação entre a periodontite e a obesidade. Pesquisadores da Case Western Reserve University School of Dental Medicine avaliaram pesquisas anteriores e descobriram que o aumento do índice de massa corporal, a circunferência da cintura e a porcentagem de gordura corporal estão associados a um risco maior de desenvolver periodontite.

Mas, qual o motivo disso? A resposta está em uma simples palavra, que venho comentando sempre por aqui: inflamação. O que a pesquisa concluiu é que mudanças na química do corpo afetam o metabolismo, consequentemente aumentando o risco de inflamação no corpo.

Assim, a obesidade e a gengivite – com seu agravamento para periodontite – estão ambas ligadas a esses processos inflamatórios. Para Andres Pinto, um dos autores do trabalho:

“Os profissionais de saúde bucal precisam estar cientes da complexidade da obesidade para aconselhar seus pacientes sobre a importância de um peso corporal adequado e manter uma boa higiene bucal”.

Além disso, acrescento que você consuma alimentos e nutrientes que combatam a inflamação silenciosa no seu corpo (veja aqui quais são eles). E, é claro, evite alimentos processados, industrializados, cheios de carboidratos vazio e óleo hidrogenado. Eles não só levam à obesidade, mas também aumentam processos inflamatórios. E claro, mantenha uma boca saudável e livre da gengivite. Pense nisso e proteja-se!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link