Bem-Estar

Problemas com a Ressaca? Então Veja Isto!

Se você toma uma bebida (ou duas) nos dias de festa, saiba que aquela sensação de ressaca do dia seguinte pode ser neutralizada.

Na verdade, em primeiro lugar, o melhor modo de não ter ressaca é evitar beber!

Mas eu sei… a maioria das pessoas gostam de levantar um copo ou dois a mais quando estão nestas comemorações, como as férias ou carnaval.

Por outro lado, os estudos recentes mostram que tomar um par de bebidas pode ajudá-lo a viver mais.      

E beber…

  • até três copos de vinho ou cerveja por semana está ligado às menores taxas de mortalidade.
  • 12 a 35 gramas de álcool por dia reduz a probabilidade de câncer em 65% para homens e 60% para mulheres.    
  • um copo de cerveja diminuirá sua chance de doença cardíaca em até 41%.
  • cerveja moderadamente pode reduzir o risco de derrame em mulheres em 20%.
  • 1 a 6 drinques por semana, no caso dos homens, promovem em média uma redução de 20% de risco de morte por todas as causas, comparando com aqueles que não bebem.     

Mas conforme vai se envelhecendo, após os 30 anos, as suas chances de beber como antes e se recuperar das ressacas vão ficando cada vez mais difíceis, mesmo que você esteja bebendo muito menos.

Pois é, com o envelhecimento nosso sistema de desintoxicação do álcool vai ficando ineficiente e sua metabolização se torna mais lenta, além do seu corpo ter menos capacidade de absorver a água a nível celular para se hidratar corretamente.

Por esse motivo, quando você consome alguns copos de vinho, você certamente terá uma maior porcentagem de álcool no sangue do que uma pessoa mais jovem bebendo a mesma quantidade.

E o álcool, por si só, já acelera a desidratação.

Assim, a bebida poderá passar a ser um pesadelo…

Além disso, o álcool pode desencadear uma resposta inflamatória em seu intestino, rins, pâncreas e fígado, gerando radicais livres na tentativa de neutralizar a toxicidade.  

Esta resposta faz com que o corpo produza acetaldeído na tentativa de decompor o álcool em água e dióxido de carbono, antes que ele saia do seu sistema.

Infelizmente, isso gera um subproduto venenoso do álcool cerca de 30 vezes mais tóxico. Isso causa agressão no seu sistema nervoso central, sendo o grande responsável por aquela condição miserável que acompanha as ressacas, como:    

  • sonolência e fog mental
  • boca seca, tontura e dores de cabeça
  • sudorese, náusea e vômito,
  • taquicardia, rubor e ansiedade.

O que fazer?

A melhor estratégia é estimular a produção de glutationa ou usá-la como suplemento, pois trata-se da principal enzima antioxidante, elemento fundamental para neutralizar essas agressões, decompondo o acetaldeído e eliminando-o do seu corpo.

O problema é que quando você consome grandes quantidades de álcool, as reservas naturais de glutationa do seu fígado acabam rapidamente.

Com isso, o acetaldeído permanece em seu corpo por um longo período de tempo, sem ser neutralizado.

Portanto, recuperar os seus níveis de glutationa é vital para reduzir os efeitos de uma ressaca.

Como aumentar sua glutationa naturalmente

Existem passos que você pode tomar para aumentar sua glutationa antes de levantar seu copo.

Antes de beber, ingira alimentos ricos em glicina, cisteína e glutamina, aminoácidos precursores da formação de glutationa.

As melhores fontes são: carne, ovos, peixe, brodo (caldo de osso), iogurte e sementes de girassol.

Além disso, brócolis, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, couve e rúcula. 

Suplementação:

  • N-acetilcisteína (NAC). Este aminoácido é a matéria prima básica para seu corpo repor a glutationa. A dosagem sugerida nos estudos é 1000 mg 2 vezes ao dia, fora do horário das refeições.
  • Folato, vitamina B6 e vitamina B12 (como metilcobalamina). Vitaminas essenciais no processo de metilação, crucial para manter seus níveis de glutationa altos.
  • Ácido alfa-lipóico. Antioxidante que ajuda a reverter os declínios da glutationa relacionados à idade.
  • Suplementos multivitamínicos / multi-minerais que contenham vitamina C, vitamina E e selênio, que ajudam a reciclar a glutationa.
  • Outra opção é o uso de um suplemento de glutationa, de preferência em spray ou sublingual. A dosagem na maioria dos estudos é de 100 mg, 3 vezes ao dia.

Com ressaca ou não, é sempre bom lembrar: evite os excessivos. Eles prejudicam – e muito! – a sua saúde. Curta o carnaval com responsabilidade!

Referências bibliográficas:

  • PLOS Med. 2018;15(6):e1002585
  • Dis Colon Rectum. 2012;55(6):703-710
  • Eur J Epidemiol. 2011;26(11):833-850
  • N Engl J Med. 1988;319(5):267-273
  • J Am Coll Cardiol. 2000;35(1):96-105
  • Alcohol Clin Exp Res. 2001;25(5 Suppl ISBRA):15S-32S
  • Wu D, et al. “Alcohol, oxidative stress, and free radical damage.” National Institute of Alcohol Abuse and Alcoholism. Oct 2004.
  • Stromberg J. “Your Complete Guide to the Science of Hangovers. Smithsonian.com. Dec 31, 2013
  • www.drrondo.com/aumentar-glutationa/
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *