Alimentação

Por que Você Deveria FUGIR do Pão Integral

Hoje em dia temos muita informação. E às vezes, por conta disso, acabamos nos confundindo. Junte décadas e décadas de verdadeiros dogmas errados sobre saúde, e o resultado é que as pessoas acabam consumindo alimentos ruins enquanto acreditam estar fazendo a coisa certa. O pão integral pode facilmente ser um exemplo.

Achou estranho? Pois é… Quando se fala em alimentação, muitos indicam substituir o pão de farinha refinada pelo pão integral. Mas será que há tanta diferença assim?

Como sabemos, o grande problema são os carboidratos. Eles estimulam que sua insulina aumente, o que com o tempo leva à obesidade e até à diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

A grande questão é que mesmo os grãos integrais estão cheios de carboidratos. Assim, não existem diferenças tão significativas entre os pães integrais industrializados e aqueles feitos com farinha refinada.

A opção “menos pior” seria um pão 100% integral. Ele chega a conter 3 vezes mais fibras, é mais denso e pesado que aqueles de má qualidade. Ainda assim, estamos falando de carboidratos, algo que você deveria evitar.

Reações ao glúten

Há 2 proteínas relacionadas às reações ao glúten, todas ligadas ao trigo. São elas:

  • Gliadina: proteína imunotóxica encontrada no glúten de trigo que causa muito efeito adverso, estimulando a produção da proteína intestinal zonulina, causadora inflamação e aumento da porosidade intestinal.
  • Lectinas: sua ação é proteger e perpetuar as espécies de plantas para que se tornem indesejáveis aos animais, por causar irritação digestiva.

Essa lectina é uma forma relativamente nova (modificada) e contém uma aglutinina de germe de trigo, presente em altas concentrações no trigo integral, desempenhando importantes efeitos adversos para sua saúde.

Então, o que colocar no lugar do pão integral?

Pesquisas indicam que os alimentos mais consumidos no café da manhã são frutas, cereais e pães, inclusive integrais. Isso é um verdadeiro problema! Colocar tanto carboidrato no café da manhã é um alto estímulo da insulina em jejum, causando as doenças do mundo moderno que já comentei acima.

O que você precisa, na verdade, é reduzir o máximo possível sua ingestão de carboidratos – integrais ou não – e substituí-los por gorduras naturais boas. São essas gorduras que se tornarão sua base de obtenção de energia.

Essa era a alimentação dos nossos antepassados, que não tinham as doenças dos dias modernos, eram mais magros e com corpos mais fortes. Mas essa mudança é gradativa. Para começar, confira um pouco mais por aqui sobre a dieta keto. É o que você precisa em termos de alimentação para finalmente alcançar uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *