Por que Atividade Física no Lazer faz Bem, e no Trabalho faz Mal?

No seu trabalho, você se exercita de alguma forma? Fica muito tempo em pé ou andando, ou faz trabalhos que exigem força?

Sendo assim, já estaria fazendo exercícios, o que provavelmente seria bom para a saúde, certo?

Errado!

Porque uma pesquisa recente divulgada na revista científica da Sociedade Europeia de Cardiologia mostrou algo no mínimo inusitado…

Eles analisaram mais de 100 mil pessoas, com idades entre 20 e 100 anos, durante uma década inteira, observando seus hábitos de lazer e suas atividades no trabalho.

E viram que:

1 – Pessoas que faziam atividades físicas moderadas ou altas nos momentos de lazer tinham até 40% menos risco de morte precoce, quando comparadas que aquelas que se exercitavam pouco no tempo livre.

2 – Pessoas cujo trabalho exigia delas um esforço físico moderado ou alto, tinham um risco de morrer mais cedo até 27% maior do que aquelas que se exercitavam pouco no trabalho!

Sim, é isso mesmo. A atividade física do lazer protege… Enquanto a atividade no trabalho pode fazer mal! Mas, por quê?

Uma explicação provável… E o que fazer

De fato, essa é uma descoberta que a princípio pode até nos deixar confusos.

Não são todos exercícios? Por que não fazem todos bem?

Segundo o Professor Andreas Holtermann, do Centro Nacional de Pesquisa para o Ambiente de Trabalho, de Copenhagen, Dinamarca, não é tudo igual:

“Uma caminhada rápida de 30 minutos irá beneficiar sua saúde, aumentando sua frequência cardíaca e melhorando sua aptidão cardiorrespiratória, enquanto a atividade de trabalho que costuma ser frequente não aumenta suficientemente a frequência cardíaca para melhorar o condicionamento físico.

Além disso, o trabalho que envolve levantamento de peso por várias horas por dia aumenta a pressão arterial por muitas horas, o que está relacionado ao risco de doença cardíaca, enquanto curtos períodos de atividade física intensa durante o lazer aumentam a pressão arterial apenas brevemente.”

Agora ficou mais claro, não é mesmo?

Então, as dicas são simples:

1 – Nunca deixe os exercícios de lado

Mesmo que no seu trabalho você já tenha algum esforço físico, não deixe também de praticar exercícios como forma de lazer.

Pelo contrário: se seu emprego te exige fisicamente, é ainda mais importante se exercitar no tempo livre para reduzir os riscos aos quais sua saúde está exposta!

2 – Foque nos exercícios intensos

Outro dado interessante, que mais uma vez é confirmado por essa pesquisa, é como a atividade intensa e curta pode ser benéfica.

Já falei diversas vezes por aqui sobre o exercício supra-aeróbico, que dura apenas 20 minutos e traz resultados melhores do que corridas de longa distância (é o que descrevo no meu e-book Jejum Prolongado. Clique aqui para ver).

Enquanto as atividades de trabalho são longas, repetitivas e não tão pesadas quanto deveriam (o que é prejudicial), as curtas e intensas melhoram sua saúde cardiovascular, emagrecimento e aumento de massa magra.

E bom… Apenas 20 minutos é algo bem rápido, o que acaba com aquela velha desculpa de falta de tempo para praticar atividades físicas.

Agora é com você. Adote um estilo de vida menos sedentário, seja qual for a sua atividade de trabalho.

Vai ser ótimo e garantir uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link