Poluição do Ar: Ruim para os Adultos, Pior ainda para as Crianças!

Quando o assunto é crianças e poluição do ar, a primeira coisa que nos lembramos é das doenças respiratórias.

Asmas e alergias são potencializadas por esse problema do mundo moderno, e devemos ter todo cuidado com os pequenos.

Na verdade, é lógico que um ar poluído é ruim para todos, mas o que os pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, descobriram com relação às crianças é estarrecedor.

Eles fizeram uma avaliação com crianças entre 6 e 8 anos no estado da Califórnia, em uma área bastante poluída, para saber qual a influência dessa poluição do ar para elas.

E eles descobriram que:

  • A exposição a partículas finas conhecidas como PM2.5, monóxido de carbono e ozônio, ao longo do tempo, está ligada ao aumento da metilação, uma alteração da atividade das moléculas de DNA.
  • A exposição à poluição do ar se correlaciona com um aumento nos monócitos, células brancas do sangue relacionadas à imunidade e que têm influência no acúmulo de placas nas artérias. O resultado disso é que essas crianças terão um aumento do risco cardíaco quando chegarem à idade adulta.
  • E o pior: essa mudança na expressão do gene pode ser transmitida às gerações futuras!

“Parece que mesmo uma breve exposição à poluição do ar pode realmente mudar a regulação e expressão dos genes das crianças e talvez alterar a pressão arterial, potencialmente estabelecendo as bases para o aumento do risco de doenças mais tarde na vida.” comenta Mary Prunicki, do Sean N. Parker Center for Allergy & Asthma Research de Stanford.

Os pesquisadores afirmam ainda que os dados precisam ser confirmados em estudos de longo prazo. Mas eu não arriscaria a saúde das crianças expondo-as a ambientes extremamente poluídos. E você?

Cuidado com a poluição do ar: tanto interna quanto externa

Não é a primeira vez que pesquisas apontam prejuízos pouco conhecidos da poluição do ar para a saúde das crianças.

Para se ter uma ideia, um estudo britânico já demonstrou que algumas partículas de poluição são capazes afetar os bebês ainda dentro das barrigas das mães!

Os cientistas encontraram esses pedaços microscópicos de poluição na placenta de gestantes não fumantes, o que indica que só podem ter vindo da poluição do ar.

De fato muito preocupante!

E como nem sempre é possível nos precaver desses poluentes, devemos minimizá-los ao máximo. Veja algumas dicas:

Fora de casa:

  • Evite estar fora de casa nos extremos do dia, que é quando a poluição está mais concentrada na atmosfera;
  • Aumente a ventilação da casa para renovar o ar, pois muitas vezes o interior é tão ou mais poluído que o exterior. O que nos leva ao próximo item…

Dentro de casa:

  • Tente manter a temperatura ambiente entre 17 e 24º C;
  • Limpe a casa com produtos naturais, como bicarbonato de sódio, água oxigenada e vinagre de maçã;
  • Use produtos de higiene pessoal os mais naturais possíveis;
  • Coloque plantas dentro de casa, pois elas
  •  
  •  
  • ajudam na desintoxicação dos ambientes. Clique aqui e confira algumas espécies vegetais que ajudam nessa limpeza.

O ar que respiramos precisa ser da melhor qualidade possível, e podemos sim tomar algumas atitudes benéficas. Cuide de você e da sua família!

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link