Prevenção

Poluição do Ar Causa 8.8 Milhões de Mortes por Ano!

A poluição do ar é realmente um grande problema que o mundo precisa enfrentar. E uma nova pesquisa acredita que o número de mortes relacionados a esse tipo de poluição é muito maior do que se imaginava!

Pesquisas anteriores estimavam que, todos os anos, 4,4 milhões de mortes poderiam ser atribuídas à poluição dos ares. Mas agora, usando uma abordagem diferente, chegou-se a conclusões ainda mais preocupantes.

Os pesquisadores usaram dados de um modelo que simula os processos químicos da atmosférica e a forma como eles interagem com a terra, os mares e os químicos emitidos – tanto por processos naturais quanto aqueles produzidos pelas atividades humanas, como agricultura, indústria, tráfego etc.

Tudo foi comparado com a média mundial de óbitos, densidades populacionais, idade, fatores de risco de doenças e causas de mortes. Ao final, chegou-se a conclusão de que a poluição do ar causa…

8.8 milhões de mortes por ano!

Segundo o professor Thomaz Münzel, cardiologista do Centro Médico da Universidade de Mainz, na Alemanha:

“Para colocar isso em perspectiva, significa que a poluição do ar causa mais mortes extras por ano do que o tabagismo, que a Organização Mundial de Saúde estima ser responsável por mais 7.2 milhões de mortes em 2015. Fumar é evitável, mas a poluição do ar não é.”

Por que a poluição do ar mata tanto?

De acordo com os pesquisadores, a poluição do ar pode levar, pouco a pouco, a condições de saúde particularmente mortais. Eles estimam, por exemplo, que na Europa, entre 40 e 80% dessas mortes são causadas por ataques cardíacos ou derrames, consequências de um longo tempo de exposição à poluição.

Não é de se espantar, pois outras pesquisas têm mostrado que esse tipo de poluição gera vários problemas para nosso organismo. Um exemplo é o estudo que concluiu que o ar poluído de grandes cidades, como São Paulo, reduz o metabolismo, causando ganho de peso e alterações na saúde.

A poluição do ar também pode causar:

  • Danos cerebrais
  • Doenças crônicas
  • Doenças renais
  • Doenças neurológicas
  • Obesidade e diabetes

O primeiro passo para se proteger, além de procurar sempre por ambientes livres de poluição, é cobrar das autoridades uma melhora nas condições do ar que respiramos. Mas como nem tudo é perfeito, você precisa tomar suas próprias decisões.

Está na hora de pensar em programas de desintoxicação. A procura pelo detox só aumenta, pois as pessoas estão tendo consciência disso. Pense nisso você também. Livrar-se das toxinas é um caminho para a Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *