Período de Gravidez pode Influenciar o Envelhecimento do seu Bebê

Já parou pra pensar por que algumas pessoas parecem envelhecer mais rápido, enquanto outras se mantêm com aspecto jovial?

Pra essas últimas, parece que o tempo não passa!

Obviamente, há diversas estratégias antienvelhecimento que você pode adotar, tanto na parte de atividades físicas quanto de alimentação e até suplementação.

Mas há também uma parte genética envolvida, oculta no seu DNA…

Dependendo disso, pode ser que você envelheça mais rápido…

Ou seja um desses afortunados que estão sempre bonitos e com a juventude à flor da pele, não importando quantos anos passem.

O que a ciência tem demonstrado em pesquisas recentes é que essa característica não é desenvolvida com a chegada da idade, mas pode ter começado muitos, muitos anos antes.

Antes mesmo de você nascer. E a responsável é a sua mãe!

Calma, é bem provável que ela nem saiba disso, então, nada de culpá-la.

Mas essa informação é interessante para as mulheres que querem garantir uma ótima saúde para seus bebês. Mesmo depois deles crescerem!

Gravidez, estresse e envelhecimento

Recentemente, uma pesquisa feita pela Universidade da California – Los Angeles, acompanhou 111 mães e seus bebês desde o nascimento até a infância.

Foram avaliados os níveis de estresse delas durante a gestação, e anos depois os pesquisadores avaliaram a estrutura do DNA das crianças, quando estas já tinham entre 3 e 5 anos.

Os resultados foram claros. Os filhos de mães que tiveram mais estresse durante a gravidez tinham telômeros mais curtos.

Como já comentei por aqui, os telômeros são estruturas existentes na ponta dos nossos cromossomos.

São eles que evitam o desgaste do material genético. Mas na medida em que envelhecemos, ocorrem sucessivas divisões celulares, e nesse processo os telômeros ficam mais curtos.

Então, quanto mais curtos forem os telômeros de uma pessoa, mais rápido é o efeito de envelhecimento.

A pesquisa concluiu, portanto, que mães que passam por muito estresse na gravidez tendem a ter filhos com telômeros mais curtos – e eles podem vir a se tornar pessoas que enfrentam sintomas de envelhecimento mais fortes, anos mais tarde!

Uma pesquisa anterior já havia demonstrado algo parecido. A diferença é que só haviam analisado as crianças no momento do nascimento.

É a primeira vez que se encontra o mesmo resultado em crianças já mais velhas, concluindo que os telômeros continuaram da mesma forma anos depois.

Mantendo seus telômeros

Agora, um conselho: não se desespere!

Essa pesquisa não significa que envelhecer a mais ou menos é uma sentença definitiva e que é impossível se prevenir.

Hoje a ciência também já sabe como manter o comprimento dos telômeros através de medidas naturais.

Mesmo para nós, que já estamos bem grandinhos!

É a boa e velha mudança de hábito, proporcionando mais saúde e efeito antienvelhecimento.

Você vai precisar:

De antioxidantes, como a vitamina C, que comprovadamente reduz o encurtamento dos telômeros.

De meditar, pois essa prática reduz o estresse e ativa a enzima telomerase, que otimiza a saúde e o comprimento dos telômeros.

De vinho tinto! Ele tem resveratrol, substância que também ativa a enzima telomerase.

De boas saladas e smoothies verdes. O consumo de vegetais sortidos, em especial aqueles verde-escuros, aumentam os telômeros. Veja aqui algumas receitas de smoothies verdes e faça o seu preferido!

Viu como é fácil e até saboroso? Atenuar o envelhecimento é possível e só depende de você.

Mãos à obra e Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Judith E. Carroll, Nicole E. Mahrer, Madeleine Shalowitz, Sharon Ramey, Christine Dunkel Schetter. Prenatal maternal stress prospectively relates to shorter child buccal cell telomere length. Psychoneuroendocrinology, 2020; 121: 104841 DOI: 10.1016/j.psyneuen.2020.104841.
  • University of California – Los Angeles. “Mothers’ stress may lead to preterm births, faster aging in children: How stress before and during pregnancy may adversely affect offspring.” ScienceDaily. ScienceDaily, 30 November 2020.
  • Telômeros mais Longos: a Melhor Herança para o seu Bebêwww.DrRondo.com
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link