Parece que os Carboidratos Não são Mesmo o Melhor Combustível…

Cada vez mais as pessoas vêm se conscientizando da importância da redução dos carboidratos da dieta.

Como eles mexem com nossa sensibilidade à insulina, no longo prazo podem levar a doenças metabólicas como a diabetes…

Além de serem as reais causas de outros problemas do mundo moderno, como as doenças cardíacas e obesidade.

Porém, quando o assunto é atividade física, muitos ainda defendem o uso dos carboidratos como forma de obtenção de energia.

De fato, você pode até pensar dessa forma, pois realmente os açúcares funcionam como combustível para o corpo.

Mas a pergunta é: será que esse é o melhor combustível pra quem pratica exercícios?

Uma pesquisa recente traz nova luz sobre o assunto…

Carboidratos e sua relação com os músculos

Pesquisadores da Universidade Metropolitana de Tóquio avaliaram como as células musculares se reparam – e se os carboidratos têm interferência direta nisso, já que o senso comum nos diz que precisamos de glicose para as atividades que necessitam de energia.

E eles descobriram algo interessante sobre as chamadas “células-satélite”, um tipo especial de célula-tronco que fica nas estruturas próximas das fibras musculares.

Quando essas fibras são danificadas – como ocorre quando fazemos exercícios – são essas células-tronco que se multiplicam e se fundem com as células musculares, reparando-as e criando novas fibras…

Ou seja, aumentando a massa muscular.

Nesse estudo. se observou as células se multiplicando no laboratório, em um meio de crescimento. E o que se notou é que níveis mais elevados de glicose tiveram um efeito pior na taxa de crescimento.

Portanto, a equipe confirmou que a baixa concentração de glicose levou a um maior número de células musculares, e não o contrário, como se esperava…

É hora de cortar carboidratos?

Essa pesquisa está em acordo com o que sempre comento por aqui. O ideal é mudar a nossa fonte de energia dos carboidratos para as gorduras.

Quando fazemos isso, estamos usando nosso combustível primordial, pois era assim que nossos antepassados caçadores evoluíram.

Metabolizando em cima de gorduras, é possível ficar saciado por mais tempo, queimando os estoques de gordura corporal e perdendo peso.

Para os que fazem atividade física, essa dieta, conhecida como dieta keto, também traz resultados positivos.

Já sabíamos que as gorduras eram um combustível melhor, e essa nova descoberta nos mostra que a redução de carboidratos pode também beneficiar o crescimento muscular.

Fantástico, não é mesmo?

Outros benefícios da dieta keto para atividade física

Para os amantes dos exercícios (algo que todos devemos ser, bastando encontrar aquele que mais gostamos) a dieta keto traz outras boas notícias:

1 – Aumenta a queima de gordura: como disse anteriormente, nessa dieta você extrai energia das gorduras, estimulando seu corpo a queimar também os depósitos (ou seja, aqueles “pneuzinhos”)

2 – Saciedade: no modelo keto ,“movido” a gordura, pode-se até pular as refeições, pois a bioquímica está compensada na gordura e não se tem fome.

3 – Melhor rendimento no exercício aeróbico: por precisar de menos oxigênio para fazer uma determinada quantidade de trabalho físico, a queima de gordura como combustível torna a atividade aeróbica mais fácil.

4 – Aumento das mitocôndrias: a dieta keto promove aumento das mitocôndrias, que transformam as calorias ingeridas em energia.

Os estudos mostram que atletas adaptados à gordura tem maior capacidade de queimar gordura e reter glicogênio, melhorando a performance.

Então, acho que já passou da hora de você pensar em uma dieta keto.

Ela pode ser a reposta que você tanto esperava por melhores resultados, tanto nos exercícios quanto nas mudanças físicas desejadas!

Clique aqui para ver uma série de artigos sobre a dieta keto e saber um pouco mais sobre ela.

Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link