Saúde

Panelas: Qual é a Alternativa Segura?

Atualmente, temos tantas opções disponíveis em utensílios de cozinha que até nos confundimos para saber o que realmente é adequado. Você pode estar cozinhando correndo risco de saúde pelo que essas panelas possam estar liberando.

Vamos abordar as opções disponíveis no mercado. Veja:

– Panelas de alumínio

Este metal pesado é facilmente absorvido pelos alimentos. O alumínio está correlacionado com maior risco de doença de Alzheimer, portanto, não é uma boa indicação.

– Panelas de alumínio anodizado

Nesta opção há uma camada de óxido para ajudar a engrossar a superfície da panela, mas não reduz o potencial tóxico do alumínio.

– Panelas de ferro fundido

Apesar de serem duradouras, elas podem lixiviar o ferro em sua comida. Portanto, não é indicada.  

– Panelas de ferro fundido esmaltado

É uma boa opção, apesar de mais cara. Nestes casos não ocorre lixiviamento do ferro na sua comida. Tem a vantagem de ser bastante durável.

– Panelas de aço inoxidável

Estas contêm ligas de níquel, cromo, molibdênio e carbono, que podem ser contaminantes em sua comida causando alergias, especialmente o níquel. Panelas e frigideiras baratas de aço inoxidável são as piores, pois são mais propensas a terem mais níquel que pode penetrar em sua comida. Já os produtos de alta qualidade custarão mais, porém são mais seguras.

Em estudo aonde se utilizou stents de aço inoxidável em pacientes cardíacos, a reestenose ocorreu em 50% dos pacientes. As suspeitas recaem às alergias ao níquel e ao molibdênio no aço inoxidável.

– Panelas de cobre

Essas panelas são forradas com outros metais para evitar que o cobre se solte na comida e cause envenenamento. Dependendo de quais metais são usados ​​no revestimento, as mesmas preocupações aplicam-se a cada um desses metais, especialmente se o níquel for usado.

– Panelas de titânio

É uma outra boa opção, porém mais cara. Não reage com comida enquanto se cozinha.

– Panelas de esmalte e vidro

Normalmente são fabricadas com chumbo ou revestidas com materiais tóxicos. Para serem adequadas, não podem conter agressores em seus revestimentos.

– Panelas antiaderentes com Teflon

Liberam gases tóxicos no ar em alta temperatura, causando sérios problemas de saúde.

O grande problema é que o teflon contém ácido perfluorooctanóico (PFOA), um composto sintético que cria um acabamento antiaderente. Pode causar danos nos órgãos, incluindo cérebro, próstata, fígado, timo e rins, segundo estudo em animais.

Além disso, outros estudos ligam o PFOA ao câncer do pâncreas, fígado, testículos e glândulas mamárias, bem como abortos e problemas de tireóide.

Tem se evidenciado nos trabalhadores das fábricas de PFOA um aumento de câncer de próstata.

– Panelas de cerâmica

Há uma boa opção, que é a panela de cerâmica feita de materiais naturais inorgânicos e minerais da crosta terrestre. É extremamente seguro porque não é reativo ou tóxico. Não libera odores ou gases liberados no cozimento, mesmo quando em altas temperaturas.

Não está associada a nenhum efeito nocivo em sua tireoide, fígado e outros órgãos, cérebro, sistema imunológico, níveis hormonais, níveis de colesterol e peso.

Pronto, agora você já conhece os prós e contras de cada uma. Hora de cozinhar!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *