Especiais

Óxido Nítrico: O Nutriente Cerebral

Para você entender a importância do óxido nítrico, essa molécula foi o motivo do Prêmio Nobel de Medicina de 1998, pela sua ação na sinalização no sistema cardiovascular.

Se você tem óxido nítrico inadequado, seu risco de doença arterial coronariana aumenta.

Ele ajuda a regular a sua pressão arterial, melhorando o fluxo sanguíneo. Age sinalizando as células do músculo liso em seus vasos sanguíneos para relaxar, de modo que suas artérias se dilatem e o sangue flua mais livremente.

E, se o seu sangue estiver fluindo livremente, quase todos os processos fisiológicos funcionarão corretamente.

Porém, se o seu fluxo sanguíneo é lento, certamente nutrientes importantes não chegarão adequadamente às células, que se tornam desnutridas.

Porém, ele não é só importante na melhora da circulação e pressão arterial, mas também funciona como uma molécula de sinalização em seu cérebro e sistema imunológico.

O que é o óxido nítrico?

É um composto incolor produzido por células do seu corpo, que é liberado nas camadas internas das células que alinham seus vasos sanguíneos.

Este gás relaxa e amplia o revestimento dos vasos sanguíneos e permite que o sangue flua livremente.

Alguns dos benefícios do óxido nítrico:

  • Reduz a pressão arterial
  • Promove menos placas arteriais
  • Diminui risco de doença coronariana
  • Promove mais massa e força muscular
  • Melhora a viscosidade sanguínea, reduzindo risco de coágulos
  • Previne a aterosclerose
  • Modula o sistema imunológico
  • Aumenta a libido

Óxido nítrico e Alzheimer

O que há de mais novo e excitante é que os estudos mostram que o óxido nítrico pode reverter a doença de Alzheimer.

Os pesquisadores descobriram que, quando o fluxo sanguíneo para o cérebro atinge um nível criticamente reduzido, ocorre uma cascata que leva à doença de Alzheimer.

Por outro lado, quando se tem o fluxo de sanguíneo saudável, o risco da formação de placas e os emaranhados característicos em nível cerebral que são a marca distintiva da doença de Alzheimer são reduzidos.

Normalmente, as células nervosas em seu cérebro produzem longos fios de uma proteína chamada APP (proteína aminóide precursora).

Nos pacientes com Alzheimer, a produção da APP aumenta. Ela se divide em proteínas tóxicas menores chamadas peptídeos beta amilóides (ABP). Estes se aglomeram em torno de células nervosas e sufocam as células até a morte.

Os cientistas da Mayo Clinic agora confirmam que a APP aumenta quando óxido nítrico nos vasos sanguíneos cai. Ao mesmo tempo, os níveis de placa no cérebro aumentam e as taxas de Alzheimer também.

E nos estudos realizados, quando os níveis de óxido nítrico foram aumentados, as placas diminuíram e a memória melhorou. Com isso, os pesquisadores da Mayo Clinic concluíram que manter os níveis de óxido nítrico elevado pode ser uma boa estratégia para prevenir a doença de Alzheimer.

Como aumentar seus níveis de óxido nítrico

Com o envelhecimento, o seu corpo passa a ter dificuldade de produzir o óxido nítrico. E quando você chega aos 50 anos, você produz apenas a metade do que você produzia aos 20 anos.

Infelizmente, não há pílulas de óxido nítrico, mas há nutrientes que podem se converter em óxido nítrico em seu corpo.

Para aumentar os seus níveis de óxido nítrico para manter seu cérebro afiado e saudável, é aconselhável:

– L-Arginina: os vasos sanguíneos requerem o aminoácido L-arginina para a síntese de óxido nítrico, uma vez que a

L-arginina é seu precursor em seu corpo. E os melhores alimentos ricos em arginina incluem lagosta, caranguejo, espinafre, espirulina, peru, carne de caça, frango e cabra. Você pode também usar um suplemento de L-arginina.

Nesse caso, tome de 2.500 a 5.000 mg por dia.

– Romã: esta fruta aumenta o óxido nítrico nos vasos sanguíneos. Em um estudo, os ratos alimentados com suco de romã formaram cerca de 50% menos placas cerebrais do que um grupo controle. Pode ser consumido na forma de suco de romã orgânico, ou comer as sementes, a serem adicionadas em saladas, iogurte ou smoothie. Outra opção é o extrato de romã em forma de suplemento. Tome 500 a 1.000 mg por dia.

– Beterraba: quando você come beterraba, a mistura com a sua saliva e bactérias na sua língua. Este combo se transforma em óxido nítrico. Você pode tirar o máximo proveito das beterrabas ao mastigá-las cruas ou preparar em smoothies.

– Luz solar: desencadeia a produção de óxido nítrico na sua pele, pois na derme há grandes reservas de nitrito e nitrato, mas apenas o nitrito é biologicamente ativo. A luz solar parece induzir a conversão de nitrato em nitrito e óxido nítrico.

– Suplementos que aumentam seus níveis de óxido nítrico: Vitaminas C e E, Minerais cálcio e magnésio.

Referências bibliográficas:

  • Res Rev. 2000 Dec.
  • Neurobiol Dis. 2006 Dec.
  • Circ Res. 2010 Dec.
  • Journal of the American Academy of Dermatology. July 2012
  • Science Daily. May 7, 2013
  • J. Neurochem. 2013 Dec.
  • Medical News Today. May 8, 2013
  • Journal of Investigative Dermatology. April 2013
  • BBC News. May 7, 2013
  • Wall Street Journal. May 13, 2013
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link