Saúde

Osteoporose: Como Prevenir e Tratar

A osteoporose é um problema bem conhecido, principalmente com a chegada da idade. Trata-se do enfraquecimento dos ossos, que perdem sua densidade e força. Realmente é algo a se preocupar, em especial por conta das consequências negativas que pode trazer.

A principal delas é o risco de lesões. Áreas como pulso, quadril e coluna são as mais prejudicadas. Os ossos da bacia, inclusive, são os mais difíceis de serem recuperados, e tem influência direta na perda de mobilidade das pessoas que passam pela situação.

A osteoporose é silenciosa, e costuma ser descoberta por exames que meçam a densidade óssea quando o paciente relata perda de peso ou até quando quebra algum osso – ou seja, quando já é tarde para prevenir…

Prevenindo a osteoporose

Se você quer ter uma velhice com mais independência, livre desse perigo, precisa começar agora a se prevenir. Em primeiro lugar, procure se alimentar corretamente: consuma alimentos ricos em cálcio, como laticínios de animais criados a pasto.

Além disso, reforce no cardápio vegetais de folhas verde-escuras, que equilibram o meio ácido, responsável pela perda de cálcio. Uma boa dica são os smoothies verdes, que garantem os benefícios desses vegetais de forma simples, rápida e completa.

Outro fator importante é a prática de atividades físicas, que controlam o estresse. Se isso for feito ao sol, melhor ainda, pois você produzirá a importantíssima vitamina D, que também vai ajudar na prevenção.

Tratamento da osteoporose

As mesmas medidas citadas acima – alimentos ricos em cálcio e vegetais verde-escuros, exercícios e vitaminas D – são formas naturais que ajudam no tratamento da osteoporose.

Um tratamento inovador que promete auxiliar principalmente as mulheres é a terapia de reposição hormonal bio-idêntica, cujos estudos indicam que pode restaurar a habilidade do corpo para reconstruir ossos e fortificá-los.

A importância dos hormônios para tratamento da osteoporose foi indicada por uma pesquisa que investigou o hormônio de crescimento e descobriu que o aumento só deste único hormônio pode gerar ossos mais fortes, menos quedas e menos ossos quebrados.

O estudo incluiu três grupos de mulheres mais idosas:

  • um com osteoporose que tomou o hormônio do crescimento;
  • um com osteoporose que tomou placebo, e;
  • um de mulheres saudáveis que não recebeu tratamento algum.

As mulheres com osteoporose que receberam o hormônio não só se saíram melhor que aquelas que receberam placebo, como também tiveram melhores resultados que as mulheres SAUDÁVEIS!

7 anos após o término dos tratamentos com hormônios, as mulheres que passaram por essa reposição viram o seu risco de fraturas ósseas cair 50%, sem efeitos colaterais significantes.

Então, se a osteoporose é enfrentada por você ou alguma mulher da sua família, essa pode ser uma solução interessante. Converse com seu médico sobre o assunto e ele poderá indicar se é uma boa opção para seu caso.

Referências bibliográficas:

 

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre saúde e alimentação!
Conquiste uma super saúde agora!
(É GRÁTIS)
QUERO RECEBER
close-link