Estética

Os Perigos do Esmalte de Unhas

Cuidados estéticos com as unhas sempre foram uma preocupação das mulheres, principalmente com relação ao esmalte. Prova disso é como os salões de manicure estão sempre cheios, e “fazer as unhas” é um hábito comum.

A grande questão é que isso pode envolver alguns riscos para a sua saúde. Não, hoje não estou falando sobre remover as cutículas… Isso é de fato um grande problema, conforme já comentei anteriormente.

Recordando, então: quando você retira as cutículas, remove a proteção natural das suas unhas, que barra o caminho para microorganismos. Além disso, pode prejudicar a matriz ungueal, a “raiz” das unhas… E aí o efeito é o oposto: suas unhas ficam piores no futuro, com o crescimento prejudicado.

Perigo no esmalte

Bom, como disse, hoje o que eu pretendo falar é de outro risco: o esmalte que você usa. Muita gente acredita que, como ele só fica na superfície das unhas, está a salvo dos produtos químicos que contém. Mas não é bem assim…

Existe um químico chamado trifenil fosfato, que os fabricantes colocam no esmalte para que ele tenha maior aderência às unhas e seja menos inflamável. Mas o que era para garantir mais segurança pode acabar sendo um grande perigo.

Segundo estudo da Duke University, o trifenil fosfato pode ser absorvido pelo seu corpo todas as vezes que faz as unhas. Há ainda a possibilidade dele interferir nos hormônios, o que o torna potencialmente perigoso.

O pesquisador responsável pela pesquisa diz que ainda não se sabe qual a quantidade necessária desse tóxico para causar algum mal real nas pessoas. Ainda assim, vale a pena ficar de olho na marca que você usa!

Outros riscos nos cuidados com as unhas

Há também outros químicos que podem ser um grave problema, ainda que não estejam diretamente no esmalte. São, por exemplo:

  • O tolueno, que está em produtos para dar acabamento às unhas. Presente também na gasolina, está ligado a problemas reprodutivos e no sistema nervoso.
  • O formaldeído – o “famoso” formol – que aparece em alguns produtos para tornar as unhas mais duras, e é reconhecidamente cancerígeno.
  • O dibutilftalato, que está presente nas lixas de unhas e é ligado também a problemas reprodutivos.

Esses produtos fazem parte da poluição indoor, ou seja, no interior dos ambientes, algo que muito tem se falado atualmente. Pode ser até difícil de acreditar, mas muitas vezes esses locais têm mais poluição do que ao ar livre.

Lembre-se que existem outras ações que podem manter suas unhas bonitas, de forma mais saudável e natural. Pense nisso e cuide-se para ter uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *