Será que o Ômega-3 Protege até Contra a Poluição do Ar?

Será que já conhecemos todos os benefícios do ômega-3 ou ainda há mais por descobrir? Olha, parece que a segunda opção é a verdadeira. Além de tudo o que esse ácido graxo faz pela nossa saúde, agora se encontrou mais um fator de proteção.

Em um estudo recentemente publicado no periódico Neurology, pesquisadores avaliaram o cérebro de mulheres mais velhas que viviam em áreas extremamente poluídas.

Foram analisadas 1.315 mulheres com média de idade de 70 anos. Elas responderam questões sobre suas dietas, atividades físicas e também tiveram seus históricos médicos avaliados. Os pesquisadores avaliaram o quanto elas consumiam de ômega-3 por meio dos alimentos.

As mulheres passaram ainda por exames de sangue que mediram a quantidade de ácidos graxos ômega 3 nos glóbulos vermelhos. Por fim, fizeram um exame de ressonância para avaliar as diversas áreas do cérebro, e os resultados foram impressionantes.

Ômega 3 e proteção para o cérebro

Segundo o estudo, as mulheres que consumiam maiores quantidades de ômega 3 na dieta tinham maiores volumes de substância branca no cérebro do que as que consumiam menos.

Como se sabe, quanto maior a poluição do ar em uma região, maior também o encolhimento da massa encefálica. Isso significa que as mulheres que consumiam mais ômega 3 literalmente protegeram o cérebro dos problemas causados pela poluição.

Conforme comenta o Dr. Ka He, da Columbia University e autor da pesquisa:

“Os peixes são uma excelente fonte de ácidos graxos ômega-3 e fáceis de adicionar à dieta. Foi demonstrado que os ácidos graxos ômega-3 combatem a inflamação e mantêm a estrutura cerebral nos cérebros envelhecidos. Eles também reduzem os danos cerebrais causados ​​por neurotoxinas como chumbo e mercúrio. Então, exploramos se os ácidos graxos ômega-3 têm um efeito protetor contra outra neurotoxina, o material particulado fino encontrado na poluição do ar”.

Agora, outro dado interessante: as mulheres relatavam apenas comerem peixe com alguma frequência. As com os maiores níveis consumiam duas porções de peixes cozidos ou grelhados por semana. O autor ressalta ainda que o estudo não comprova exatamente que comer peixe evita que o cérebro diminua, mas que o ômega 3 parece proteger contra os efeitos das toxinas presentes no ar poluído.

É hora de tomar ômega 3?

Agora, pense comigo… Se só com o consumo de peixe elas já obtiveram essa proteção, imagine se consumissem um suplemento desse ômega, como é recomendável? Como temos visto em várias pesquisas, esse ácido graxo tem muitos outros benefícios, desde proteção contra asma até redução de dores nas juntas.

É tanta coisa que seria até difícil listar tudo neste artigo. Por isso, indico que você clique aqui e confira uma lista com posts anteriores sobre o ômega 3. Outra dica é que você converse com seu médico sobre a possibilidade agregar um suplemento desse ácido graxo no seu dia a dia. Uma pesquisa recente concluiu que 70% das pessoas não consome todo o ômega 3 ideal para a saúde, então é bom ficar de olho.

Se for fazer isso, prefira o óleo de krill, um crustáceo minúsculo rico em ômega 3. Ao contrário do óleo de peixe, ele tem menor possibilidade de estar contaminado pela poluição oceânica e metais pesados. Assim você fica longe de qualquer risco e aproveita todos os benefícios. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Cheng Chen, Pengcheng Xun, Joel D. Kaufman, Kathleen M. Hayden, Mark A. Espeland, Eric A. Whitsel, Marc L. Serre, William Vizuete, Tonya Orchard, William S. Harris, Xinhui Wang, Helena C. Chui, Jiu-Chiuan Chen, Ka He. Erythrocyte omega-3 index, ambient fine particle exposure and brain aging. Neurology, 2020 DOI: 10.1212/WNL.0000000000010074.
  • American Academy of Neurology. “Does eating fish protect our brains from air pollution?.” ScienceDaily. ScienceDaily, 15 July 2020.
  • [Alerta] 70% das Pessoas Não Consomem o Ômega 3 Necessáriowww.DrRondo.com
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link