Saúde

Óleo Essencial de Sálvia: Foco Mental e Combate a Bactérias

O óleo essencial de sálvia é obtido a partir da destilação a vapor das folhas da sálvia. Se você me acompanha por aqui, já leu um pouco sobre essa erva. Ela não é boa somente para incrementar seus pratos, mas uma bela ajuda para a saúde!

A planta, que contém vitaminas A, C, K e minerais como ferro, magnésio, manganês e cálcio, é uma boa pedida para ajudar nas ondas de calor típicas da menopausa. Seu uso em chás também auxilia no tratamento de dores de garganta.

Já o óleo essencial de sálvia é conhecido por:

Fragrância agradável: seu conhecido aroma é muito usado em sabonetes e até perfumes. Que tal usar um difusor com este óleo essencial para deixar o ambiente da sua casa ainda melhor?

Aromaterapia: saiba que a mesma indicação acima pode trazer ainda outros benefícios. Na aromaterapia, o óleo essencial de sálvia é considerado estimulante por aliviar fadiga mental e manter você mais focado. Além disso, seu aroma é visto como benéfico para quadros depressivos.

Óleo essencial de sálvia: efeito antibacteriano

Assim como muitos outros óleos essenciais, estudos demonstram que o óleo essencial de sálvia tem efeito contra micro-organismos nocivos. E não estamos falando de qualquer patógeno… O que eles encontraram foi simplesmente incrível!

Uma pesquisa, por exemplo, comparou o uso de diversos deles em bactérias resistentes a antibióticos, como Enterococci e E. coli. Os que mais fizeram efeito para combatê-lo foram os óleos de sálvia e tomilho.

Outro estudo focou-se tanto em bactérias quanto em fungos. Os resultados encontrados mostraram um combate eficaz contra E. coli, Salmonella typhi, S. enteritidis e Shigella sonei. Nesse caso, tanto o óleo essencial de sálvia quanto o de alecrim se mostraram benéficos.

Cuidados no uso do óleo essencial de sálvia

Bom, como sempre comento, é preciso ficar atento na hora de adquirir o seu óleo essencial de sálvia. Procure sempre por locais especializados e fique atento à forma correta de uso indicada. Não utilize por conta própria nem substitua tratamentos que já esteja fazendo sem consultar o seu médico.

O mesmo vale para qualquer outro óleo essencial e tratamentos alternativos. Seja responsável e poderá aproveitar de fato os benefícios da natureza para sua saúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *