Óleo Essencial de Salsinha: Você Conhece?

A salsinha é uma erva muito conhecida. Usada para dar um gosto especial em saladas, carnes e outros pratos – depende da imaginação do chef – é garantia de sucesso gastronômico. Mas você já ouviu falar do óleo essencial de salsinha? Se não, está na hora de conhecer!

O óleo essencial é extraído das folhas, caules, raízes e principalmente das sementes da salsinha, onde se concentra a maior parte do óleo. Ele é geralmente usado na indústria de cosméticos, sendo adicionado a sabonetes, perfumes e até detergentes. Por razões semelhantes, você também pode contar com sua ajuda natural!

Usos do óleo essencial de salsinha

  • Contra os micróbios: assim como muitos outros óleos essenciais, tem efeito antimicrobiano, combatendo os micro-organismos e impedindo seu desenvolvimento. Por conta disso, pode proteger contra infecções e ser uma boa alternativa natural aos produtos de higienização.
  • Para sua pele: a ação antimicrobiana pode auxiliar no tratamento da acne. Mas atenção: nunca use diretamente na pele sem diluir em algum óleo carreador, como óleo de coco ou de amêndoas, pois ele pode causar queimaduras.
  • Detox e circulação: a salsinha tem ótimo efeito desintoxicante e regulador da sua circulação. Além de ajudar na eliminação de substâncias nocivas ao seu organismo, pode reduzir dores e outros problemas causados por má circulação.
  • Problemas digestivos: assim como a salsinha, o óleo essencial tem propriedades carminativas, ou seja, combate o excesso de gases, ajudando na digestão.

Cuidados no uso

Como sempre costumo mencionar, é importante que você não use nada por conta própria e sem consultar um profissional especializado – mesmo no caso de produtos naturais, como o óleo essencial. Especificamente falando do óleo essencial de salsinha, há alguns detalhes extras!

Conforme já comentei, nunca use diretamente na sua pele, pois ele é muito forte e pode provocar queimaduras. Sempre dilua em óleo carreador. Evite também a ingestão sem orientação adequada, mesmo se tratando de uma erva comestível. Alguns óleos essenciais são altamente concentrados, e ingeri-los na dose errada pode trazer sérios prejuízos. Portanto, antes de qualquer coisa, converse com o seu médico. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *