Óleo Essencial de Rosa Absoluto: um Alívio para as Mulheres

O óleo essencial do qual vamos falar hoje é um alívio para todas as pessoas, mas seus efeitos são ainda mais especiais para as mulheres – em vários casos! Estou falando do óleo essencial de rosa absoluto. Você conhece?

Obviamente, trata-se de um óleo a base de rosas, como o próprio nome já diz. Mas… Por que absoluto? Esta denominação está relacionada à forma como o óleo é obtido. No caso das rosas, há duas formas diferentes: o otto e o absoluto.

No caso do óleo essencial de rosa otto – ou attar – ele é extraído por meio de destilação a vapor e geralmente obtido a partir da rosa de Damasco (Rosa damascena). O óleo essencial de rosa absoluto, por outro lado, pode ser proveniente tanto da rosa de Damasco quanto da Rosa centifolia. Mas a principal diferença está no processamento, que é feito com extração por solvente.

Benefícios do óleo essencial de rosa absoluto

O óleo essencial de rosa absoluto é conhecido na aromaterapia pelo alívio ao estresse e ter propriedades anti-inflamatórias ou sedativas. De fato, algumas pesquisas têm observado certas propriedades relacionadas ao seu aroma, quando usado como óleo de massagem:

  • Um estudo feito em 2009 analisou os efeitos em alguns voluntários que foram instruídos a passarem o óleo na pele. Além de relatarem maior sensação de relaxamento do que os que usaram um óleo placebo, os pesquisadores confirmaram redução de sua pressão sanguínea e ritmo cardíaco.
  • Uma pesquisa coreana observou esse uso de outra forma em 2006. Eles avaliaram o efeito tópico para o tratamento de cólicas menstruais em jovens universitárias. Concluiu-se que, junto com outros óleos essenciais, como de lavanda e sálvia, houve redução dos sintomas.
  • Massagens com óleo essencial de rosa absoluto também reduziram sintomas da menopausa em mulheres, em um estudo de 2008. Outros óleos utilizados foram os de jasmim e lavanda.

Portanto, se você passa por esses problemas, vale a pena conversar com o seu médico. Lembre-se de nunca fazer nada por conta própria e procurar orientações para a melhor forma de uso. Um profissional experiente nesse tipo de tratamento natural certamente poderá lhe ajudar. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Nat Prod Commun. 2009 Feb;4(2):291-6
  • Journal of Alternative and Complementary Medicine, July-August 2006, 12(6):535-41
  • Evidence Based Complementary Alternative Medicine, September 2008, 5(3): 325–328
  • https://www.drrondo.com/oleos-essenciais/
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *