Óleo Essencial de Menta: Tranquilidade para Você e Tormento para as Pragas

Assim como muitos outros óleos essenciais, o óleo essencial de menta é usado há milênios. A planta, originária da região mediterrânea, era usada com fins medicinais pelos antigos romanos, gregos e egípcios. Todos contavam com seu óleo essencial para tratar uma série de condições de saúde, em um tempo que somente existiam remédios naturais.

O óleo essencial de menta, obtido através da planta Mentha spicata, é muitas vezes usado como alternativa ao óleo essencial de hortelã (Mentha x piperita). Como esse último é muito forte, pode causar efeitos colaterais em certas pessoas, desde irritações na pele até dores de cabeça.

Como contém um pouco menos de mentol do que a hortelã, o óleo de menta é mais suave, e apresenta alguns benefícios similares. A indústria costuma utilizá-lo em fragrâncias de perfumes, pastas de dente e como ingrediente alimentar. Mas costuma ser utilizado também das seguintes formas:

Na aromaterapia

O aroma do óleo essencial de menta é conhecido por aliviar dores de cabeça, cansaço, fadiga e nervosismo. Há também relatos de uso para alívio de problemas digestivos.

Na aromaterapia ele é colocado em difusores de ambiente ou simplesmente usado no vapor do banho, adicionando-se algumas gotas ao chão do box para que o vapor natural da água quente faça o serviço.

Repelente natural e pesticida

O odor do óleo essencial também pode ajudar a repelir os pernilongos. Especialmente no verão, essa é uma ajuda e tanto para manter as pragas longe da sua casa. Ele é útil inclusive para espantar ratos, animais que são um problema nas grandes cidades.

Lembre-se que os repelentes convencionais estão cheios de produtos químicos nocivos, especialmente para as crianças. Pesquisas já encontraram relações entre esses produtos e:

  • Danos ao DNA, o que aumenta o risco de câncer, como leucemia e linfoma;
  • Aumento dos casos de transtorno de déficit de atenção com hiperatividade em crianças.

Portanto, é sempre uma boa ideia usar repelente naturais, feitos por você mesmo. Tanto o óleo essencial de menta como outros óleos, como o de eucalipto citriodora, podem ser usados com bastante eficácia. Clique aqui para conferir um artigo especial sobre o assunto, onde você poderá encontrar ainda uma receita caseira de repelente.

Óleo essencial de menta contra os micróbios

Além das pragas visíveis, o óleo essencial de menta pode dar conta daquelas que nem conseguimos ver. Sim, estou falando de bactérias e fungos nocivos à saúde. Os estudos demonstram que ele tem efeitos contra:

  • Staphylococcus aureus
  • Escherichia coli
  • Bacillus subtilis
  • Pasturella multocida
  • Aspergillus niger
  • Mucor mucedo
  • Fusarium solani
  • Botryodiplodia theobromae
  • Rhizopus solani
  • Candida albicans

Cuidados ao usar

Algumas pessoas usam o óleo essencial de menta como tratamento para condições de pele, como acne. Nesse caso, é preciso tomar cuidado. Se não for diluído, ele pode causar irritação na pele. É necessário o uso de um óleo carreador, como óleo de coco ou azeite de oliva.

Mesmo assim, não faça nada sem orientação de um profissional de saúde habituado a esse tipo de tratamento. Há inclusive casos onde é indicada a sua ingestão, mas você deve conversar com seu médico antes de qualquer decisão.

Mesmo os tratamentos naturais podem ter efeitos colaterais ou interagirem com outros medições que se esteja tomando. Portanto, fique atento e busque orientação. Assim, ficará só com os benefícios, sem surpresas desagradáveis. Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link