Óleo Essencial de Hortelã: Alívio para sua Respiração e Dores

O óleo essencial de hortelã é um dos mais conhecidos e apreciados óleos essências, sendo produzido a partir da destilação da planta. Seu principal princípio ativo é o mentol, que corresponde a mais de 50% da composição.

Além disso, possui fitoquímicos como mentona, mentofurano, acetato de mentila, 1,8-cineol, pulegona, álcool perílico, limoneno, beta-pineno e beta-cariofileno, muitos com pesquisas em andamento para tratamentos de doenças como o câncer.

Mas há usos já consagrados desse óleo essencial que podem lhe ajudar em desafios cotidianos, que vão desde dores até problemas respiratórios. Que tal conhecer?

Combate à dor

Um estudo alemão, de 2016, testou a eficácia do uso tópico do óleo essencial de hortelã no tratamento de dores de cabeça causadas por estados de tensão e estresse.

O óleo, diluído a 10%, foi capaz de resultados semelhantes aos da aspirina e do paracetamol… Mas de forma totalmente natural e sem que você precisa ingerir remédios. Incrível, não é mesmo?

Além disso, o mentol desse óleo essencial é uma boa opção para o alívio de dores em outras partes do corpo, como dores musculares, nas juntas, e até aquelas causadas pela fibromialgia.

Problemas respiratórios

O mentol, que conforme comentei anteriormente é o principal princípio ativo do óleo de hortelã, é um descongestionante natural. Ele também tem propriedades anti-histamínicas, sem causar os efeitos colaterais dos remédios para alergia – como a sonolência, só para citar um…

Você provavelmente conhece produtos descongestionantes à base de mentol. Alguns são muito famosos e usados por gerações. Pois saiba que você pode fazer o seu próprio, diluindo bem o óleo essencial de hortelã em produtos como o óleo de coco ou azeite de oliva, por exemplo. É mais natural e funciona da mesma forma.

Outra dica interessante é usar difusores no ambiente, levando o aroma do óleo essencial gradativamente para seu sistema respiratório e aliviando congestionamento nasal e outros problemas similares.

Cuidados no uso do óleo essencial de hortelã

Lembre-se que o óleo essencial de hortelã, por ter muito mentol, é muito forte e pode irritar partes do seu corpo. Portanto, evite usar sem diluição e tenha bastante cuidado com as regiões próximas às mucosas, como olhos e ouvidos. Dependendo da quantidade na hora de diluir, 1 gota pode bastar.

Pelo mesmo motivo, fique atento para evitar ao máximo utilizar em crianças sem supervisão. Busque sempre informações das melhores formas de uso e converse com seu médico de confiança, mesmo para o uso de produtos naturais. Aproveite com segurança e tenha uma Supersaúde!

Ficha técnica:

Nome científico: Mentha piperita

Para que serve: combater fibromialgia, dores musculares, nas juntas, de cabeça e tensão; aliviar congestão nasal e outros problemas respiratórios.

Formas de uso:

  • Aromatizador: Aproximadamente 15 gotas;
  • Banhos: 20 gotas. Diluir em 1 colher de sopa de óleo vegetal, mel ou vinagre orgânico de maçã, e acrescentar à água da banheira ou espalhar pelo chão do box;
  • Compressa: 5 a 10 gotas em 1/2 litro de água;
  • Inalação: 2 gotas em 1 lenço (inalação pontual) ou 1 gota em 50 ml de soro fisiológico ou água (inalação a vapor ou em inalador elétrico);
  • Massagem: 1 a 3 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;
  • Óleo para rosto: 1 gota em 1 colher de café de óleo vegetal;
  • Óleo para cabelos: 1 a 3 gotas por colher de sopa de óleo vegetal;
  • Uso tópico: 5 gotas por colher de sopa de óleo vegetal.

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *