Combata Mosquitos e Piolhos com o Óleo essencial de Folhas de Canela

Quando se fala em canela, você logo imagina aquele pozinho saboroso extraído da casca seca da planta. Mas no caso do óleo essencial de folhas de canela, como o próprio nome já diz, a matéria prima são as folhas da árvore. E elas são uma ótima opção para diversas finalidades.

Na medicina tradicional, esse óleo essencial é diluído em água e usado como tratamento imediato para aliviar dores de dente. Isso provavelmente ocorria devido às suas propriedades antibacterianas e antioxidantes – e é também por isso que algumas pesquisas têm mostrado outras utilidades interessantes.

Óleo essencial de folhas de canela contra insetos e piolhos

Está preocupado com os mosquitos e não quer inundar sua casa de venenos químicos contra insetos? Você está certo! E o óleo essencial de folhas de canela pode ajudar.

Os estudos mostram que esse aroma é capaz de espantar, de forma natural, o gorgulho do arroz, uma praga que ataca alimentos que estão em estoque. Agora, a melhor parte: o mesmo acontece com insetos como o Aedes aegypti, grande responsável pela dengue, febre amarela, Zika e Chikungunya.

E tem ainda mais. Os piolhos também o detestam! Um estudo demonstrou que o óleo essencial eliminou os piolhos em testes de laboratório, podendo ser uma alternativa natural contra esses incômodos bichinhos.

Limpeza de vegetais

A força do óleo contra o micro-organismos é tão forte que alguns estudos já demonstraram que ele é um bom auxiliar na hora de higienizar os alimentos. Uma pesquisa, publicada no International Journal of Food Microbiology, concluiu que o uso do óleo essencial de folhas de canela para lavar folhas verdes simplesmente foi capaz de eliminar a salmonella.

Outro estudo aplicou a substância a pêssegos recém colhidos com intenção de preservá-los. Os cientistas observaram que além do crescimento bacteriano nas frutas ter sido mais lento, elas naturalmente aumentaram seu teor de antioxidantes.

Cuidados com o óleo essencial de folhas de canela

Assim como no caso de outros óleos essenciais, é importante que ele nunca seja usado diretamente, mas sempre diluído em água ou óleo carreadores naturais. Os mais usados são o óleo de coco, azeite de oliva e até o óleo de amêndoas.

Procure sempre adquirir óleos essenciais em lojas especializadas, que poderão lhe dar as melhores informações sobre a forma do uso. E não substitua nenhum tratamento que já esteja fazendo sem antes consultar o seu médico.

Referências bibliográficas:

  • Green Pesticides Handbook: Essential Oils for Pest Control, 2017
  • Complement Ther Nurs Midwifery. 1996 Aug;2(4):97-101.
  • International Journal of Food Microbiology. Volume 166, Issue 1, 16 August 2013, Pages 193-199
  • Flavour and Fragrance Journal, Volume28, Issue1, January 2013, Pages 39-45
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *