Bem-Estar

O Surpreendente Modo de Aumentar o Óxido Nítrico

Comece a reparar que cada vez mais você ouve sobre os PROBIÓTICOS, e isso está em uma variedade imensa de produtos industrializados. Eles aproveitam essa carona criada pelo aumento crescente de pesquisas científicas evidenciando seus benefícios.

Você não vai acreditar sobre a recente descoberta de que probióticos aumentam a geração de óxido nítrico.

O óxido nítrico é um gás solúvel produzido continuamente a partir do aminoácido L-arginina dentro de suas células. Apesar de ser um radical livre, tem ação sinalizadora biológica que suporta a função endotelial normal e protege suas mitocôndrias.

Pela sua ação vasodilatadora, ajuda a relaxar e ampliar o diâmetro dos vasos sanguíneos, permitindo um fluxo sanguíneo adequado à oxigenação de tecidos e órgãos, além de auxiliar na remoção de resíduos e dióxido de carbono.

Na medicina convencional, usa-se os nitratos geradores de óxido nítrico para tratar angina e insuficiência cardíaca congestiva.

Segundo o cardiologista Dr. Stephen Sinatra:

 “A produção adequada de óxido nítrico é o primeiro passo de uma reação em cadeia que promove a função cardiovascular saudável, enquanto o óxido nítrico insuficiente desencadeia uma cascata de destruição que resulta em doença cardíaca. Além disso, impede que os glóbulos vermelhos se unam para criar coágulos perigosos e bloqueios”.    

Em cada década do envelhecimento, perde-se cerca de 10% de sua capacidade de produzir óxido nítrico. Por isso é importante estimular a produção de óxido nítrico, à medida em que você envelhece.

Benefícios do óxido nítrico

  • Melhora sua função imunológica    
  • Tem ação antibacteriana       
  • Suprime a inflamação           
  • Controla os radicais livres   
  • Antidiabetogênico    
  • Melhora desempenho físico e recuperação pós exercício  
  • Reduz a pressão arterial
  • Diminui risco de doença coronariana
  • Previne a aterosclerose
  • Promove mais massa e força muscular
  • Melhora a viscosidade sanguínea, reduzindo risco de coágulos
  • Aumenta oxigenação cerebral        
  • Aumenta a libido

Há várias maneiras de se aumentar o oxido nítrico, e a maneira mais simples seria comer alimentos ricos em nitratos.

Como fonte vegetal, temos: rúcula, ruibarbo, alface manteiga, coentro, manjericão, beterraba e verduras em geral.

Também se encontra nitratos em carnes processadas como bacon e cachorro quente. Neste caso, são vistos como carcinogênicos pela presença de nitrosaminas.

Porém, precisa ficar bem claro que todos os nitratos dietéticos são propensos a se converterem a nitrosaminas carcinogênicas quando aquecidas, exatamente o que acontece no cozimento e processamento da carne.

Como os alimentos vegetais com menor frequência são consumidos cozidos ou fritos em alta temperatura, minimizam as chances de produção de substâncias prejudiciais.

E mais, as plantas contém antioxidantes como a vitamina C e polifenois que bloqueiam a formação dessas nitrosaminas.

É por isso também que atualmente na produção das carnes processadas como bacon e cachorro quente há adição de antioxidantes, para fazer esse mesmo efeito protetor que as plantas naturalmente já tem.

A presença desses protetores oxidativos ajuda tanto nos vegetais como nas carnes a garantir que os nitritos sejam convertidos em oxido nítrico benéfico quando chegam ao estômago, em vez de se transformarem em compostos N-nitrosos, que são nocivos.

E aonde os probiótico entram nessa história ?

Há uma relação íntima entre nitratos da alimentação e várias bactérias intestinais.

Pesquisas recentes sugerem que bactérias boas ajudam a neutralizar as nitrosaminas, enquanto bactérias ruins no intestino aumentam a produção delas.

Há uma sequência natural dos alimentos transformarem nitrato / nitrito / óxido nítrico, que são influenciadas positivamente pelas bactérias intestinais, no caso, as bactérias probióticas como Lactobacillus.

Além disso, há outro processo que não pode ser esquecido: a necessidade de se manter a acidez gástrica, o que favorece mais ainda a eficiência dos lactobacilos.

Portanto, a melhor maneira de se ter oxido nítrico em abundância é combinar um probiótico de alta qualidade, como o Lactobacillus, em conjunto com o nitrato da dieta.

Considere também essa associação se estiverusando beterraba fermentada em pó ou algum outro suplemento de óxido nítrico para aumentar o desempenho atlético, cardíaco ou cerebral.  

Referências bibliográficas:

  • Scientific American October 26, 2015
  • Nutrition Action March 5, 2018
  • Carcinogenesis 1989 Feb;10(2):397-9
  • Essentialstuff.org April 28, 2014
  • Applied Microbiology 1975 Jan;29(1):7-12
  • International Immunopharmacology, August 2001
  • American Society for Microbiology, February 28, 2002
  • Digestion, 1997, Vol 58
  • American Journal of Cell Physiology 2017 Mar 1; 312(3): C254–C262
  • J Appl Physiol (1985). 2009 Oct;107(4):1144-55
  • Journals of Gerontology November 9, 2016, glw219
  • Neuroscience News April 19, 2017
  • PLOS One 2015; 10(3): e0119712
  • Nutrition Research April 2011; 31(4): 262-269
  • www.drrondo.com/aumentar-oxido-nitrico/
  • www.drrondo.com/oxido-nitrico-nutriente-cerebral/
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *