Saúde

O que Realmente está na sua Água?

Caso você realmente se preocupe com a sua saúde, ter água de qualidade é uma necessidade, e não uma opção.

Em todo o planeta, cada vez mais, a água potável é tudo, menos potável, pois além da contaminação ambiental temos outros dois problemas em paralelo: o envelhecimento das tubulações e a adição de flúor e cloro à mesma.

Filtrar sua água é uma prioridade de saúde

É importante que você utilize um sistema de filtragem adequado, tanto para beber quanto para tomar banho, pois mergulhar em água contaminada pode ser ainda mais perigoso para sua saúde do que beber.

Os produtos químicos absorvidos pela sua pele entram diretamente em sua corrente sanguínea, ignorando seus sistemas de filtração digestiva e interna.

O que realmente está em sua água?

Flúor

Uma das toxinas mais perniciosas no abastecimento. Embora o flúor não seja saudável para ninguém, as mulheres grávidas e os agregados familiares que misturam fórmulas para bebês devem ter um cuidado especial para evitar a água fluoretada, pois através da mamadeira eles correm um risco significativo de consumir flúor em excesso.

Mesmo doses baixas deste produto químico têm mostrado:

  • comprometer a função da tireoide
  • alterar o desenvolvimento do cérebro na infância
  • reduzir o QI em crianças
  • ser um veneno mitocondrial que sabota a capacidade da sua mitocôndria de criar energia celular

Cloro

O vapor de cloro e gás clorofórmio, presente na água potável, pode se tornar frequente através de torneiras, chuveiros e vasos sanitários. Além disso, quando você lava suas roupas ou pratos, você está exposto a mais este agressor que pode causar tontura, fadiga, asma, inflamação das vias aéreas e alergias respiratórias.

Subprodutos de desinfecção

Em instalações de tratamento que usam cloro ou cloraminas para tratar e purificação formam-se os subprodutos de desinfecção, que são extremamente tóxicos.

Para você ter uma ideia, eles são cerca de 1.000 vezes mais tóxicos do que o cloro e todas as toxinas e contaminantes presentes em sua água, como flúor e medicamentos farmacêuticos diversos.

Trialometanos

Um dos subprodutos de desinfecção mais comuns, são classificados como carcinogênicos do Grupo C.O que significa que eles demonstraram causar câncer em animais de laboratório.

Causam também foram ligados a problemas reprodutivos em animais e humanos, como aborto espontâneo, natimortos e malformações congênitas, mesmo em níveis mais baixos.

Esses tipos de subprodutos de desinfecção também podem:

  • Enfraquecer seu sistema imunológico
  • Interromper seu sistema nervoso central
  • Danificar seu sistema cardiovascular
  • Interromper seu sistema renal
  • Causar problemas respiratórios

Metais tóxicos

A presença de arsênico, chumbo, cádmio e outros, em quaisquer dosagens, certamente promove riscos elevados no sangue

Cromo-6, um produto químico industrial que não é regulamentado pela Lei de Água Potável, e que pode representar um risco de câncer.

1,4-dioxan, um solvente industrial que também pode representar um risco de câncer.

Nitratos, derivados da agricultura industrial, também são potencialmente perigosos

De acordo com uma análise de 2017 realizada pelo Grupo de Trabalho Ambiental, das 50.000 amostras de água, encontrou-se mais de 267 tipos diferentes de toxinas nos EUA, aonde:

  • 93 estão ligados a um risco aumentado de câncer
  • 78 estão associados a danos no cérebro e no sistema nervoso
  • 63 são suspeitos de causar danos ao desenvolvimento de crianças ou fetos
  • 38 podem causar problemas de fertilidade
  • 45 estão ligados a perturbações hormonais

Qual sistema de filtração?

O ideal é que você instale um sistema de filtragem de alta qualidade para toda a casa, desde o ponto de entrada.

Há uma variedade de opções, a maioria dos quais tem benefícios e desvantagens. Aqui estão algumas das opções mais comuns:

  • Osmose reversa – Transforma a água a ser tratada em H2O pura. Remove metais pesados, cloro, flúor, subprodutos de desinfecção, contaminantes orgânicos e inorgânicos.

Apesar de remover muitos minerais valiosos e oligoelementos, estes são repostos, tanto pela alimentação como eventual suplementação.

  • Troca iônica – Remove sais dissolvidos, como o cálcio. Este sistema de troca iônica foi originalmente usado em caldeiras e outras situações industriais antes de se tornar popular em unidades purificadoras domésticas.

Suas desvantagens, são “incrustação de sulfato de cálcio, incrustação de ferro, adsorção de matéria orgânica, contaminação orgânica da resina, contaminação bacteriana e contaminação por cloro”.

  • Filtros de carbono – São os mais comuns. O carvão ativado granular é reconhecido pela Agência de Proteção Ambiental Americana como a melhor tecnologia disponível para a remoção de produtos químicos orgânicos, como herbicidas, pesticidas e produtos químicos industriais.

A desvantagem é que parte do material de carbono pode permitir canalização da água, criando caminhos e comprometendo a filtragem.

Água estruturada H3O2

Além da filtragem, você pode bebê-la na forma estruturada, que é uma condição aonde fornece energia, de forma semelhante a uma bateria.

Esse tipo de água é encontrada em suas células e ajuda a carregar sua mitocôndria, além de estar presente na água de coco, nos vegetais e em nascentes naturais profundas.

É bem simples estruturá-la:

  • Resfrie a água a 10º C.
  • Crie um vórtice, mexendo com movimentos circulares através de uma colher.

Fique de olho na sua água. Ela é fundamental para todos, mas quando contaminada pode trazer muitos problemas!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *