Alimentação

O Que Colocar na sua Salada?

Na semana passada já expliquei como higienizar frutas, legumes e verduras de forma totalmente natural (se não leu o artigo, clique aqui e confira!).  Agora é hora de dar um passo à frente, quando a salada já está pronta! Vamos lá?

Bom, há quem goste de comer a salda ao natural, mas pra muita gente, ela precisa ter alguns temperos ou outros aditivos para ficar mais saborosa. É nessa hora que você pode tanto acertar quanto estar redondamente enganado. Veja:

O que você NUNCA deve colocar na sua salada

Molhos prontos para salada

Nesse assunto, um dos maiores erros é utilizar aqueles molhos prontos para salada. Isso porque eles estão cheios de produtos químicos como conservantes, adoçantes artificiais e até vestígios de pesticidas como o glifosato, altamente tóxico.

E se você busca comer mais salada para emagrecer, usar esses temperos coloca tudo a perder. Eles também contém açúcares, como a frutose, gordura trans, óleos altamente processados e ômega-6, que em excesso se torna pró-inflamatório.

Agora sim, veja abaixo…

O que você deve SIM colocar na salada

Vinagre de maçã

Usar vinagre de maçã orgânico e não filtrado é uma ótima opção. Ele tem vários benefícios para a saúde, que vão desde o emagrecimento até o tratamento de refluxo, azia e má digestão – geralmente causados pela falta de ácido, e não ao contrário, como se imagina (para saber mais sobre isso, clique aqui) .

Além de dar um sabor especial à salada, essa acidez vai ser benéfica para a digestão dos outros alimentos, fazendo com que todos os nutrientes sejam bem absorvidos pelo seu organismo.

Azeite de Oliva

Com certeza, o melhor que você pode fazer para acompanhar sua salada é regá-la com um bom azeite de oliva. Além de garantir um sabor especial, o azeite é uma gordura natural boa para a saúde, cheia de antioxidantes.

Ele ainda vai ajudar na absorção de vitaminas lipossolúveis como A, D, E e K, ou seja, vai formar um verdadeiro combo com os nutrientes benéficos dos itens da sua salada. Incrível, não é mesmo?

Lembre-se sempre de escolher os extravirgens com acidez de até 0,5 e tome cuidado com os adulterados! Se quiser saber mais, fiz um post especial sobre como escolher o melhor azeite, que você pode ver aqui.  Agora capriche na sala e bom apetite!

 

Referências bibliográficas:

 

 

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *