O Quanto a Acne Interfere na sua Qualidade de Vida e na Produtividade?

A principal fase durante a qual a acne surge é, de fato, a adolescência. E todos sabemos que, muitas vezes por isso, os mais jovens sofrem com problemas de autoestima – o que até atrapalha suas relações sociais com os outros adolescentes.

E há também adultos que sofrem com a acne. Nesses casos, há inclusive uma interferência não só nas suas relações com as outras pessoas, mas até mesmo na rotina de trabalho.

Um estudo recente realizado na França tentou mensurar o quanto essa questão impacta negativamente a vida das pessoas. Foram observados adolescentes e adultos que já haviam consultado um dermatologista para tratar a acne.

O primeiro dado interessante que foi descoberto é que, em média, 44% dessas pessoas voltaram ao médico com “recaídas”. Ou seja, o tratamento deu resultado no primeiro momento, mas a acne retornou depois de determinado tempo…

E agora o dado chocante: os pesquisadores mediram a perda de produtividade dos pacientes por causa disso. Os dados mostram que, só nas regiões metropolitanas da França, as pessoas perderam mais de 350.000 dias de estudo ou trabalho por causa da acne!

Realmente, neste exato momento milhões sofrem por isso. Mas como resolver?

Por que a sua acne sempre volta

Pensar que todos esses adultos precisaram deixar de trabalhar e adolescentes faltaram as aulas porque sua acne, que já tinha sido tratada, voltou com força total, é mesmo preocupante.

Mas, por que isso acontece? Olha, a resposta pode ser mais simples do que se imagina. Pode ser que muitas dessas pessoas fizeram o tratamento tópico, com pomadas e outros medicamentos…

No início, é claro, pode ter havido melhora. Porém, se continuaram se alimentando de forma errada com carboidratos, é quase certo o retorno da acne.

Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, por exemplo, mostrou como jovens que sofriam com o problema tiveram melhora da pele quando passaram a uma dieta de baixo índice glicêmico por mais de 3 meses.

E há, também, o glúten. Mesmo que você não seja celíaco, basta uma pequena sensibilidade a essa substância para prejudicar a sua pele. Os povos primitivos, que não se alimentavam de grãos, simplesmente não tinham acne.

Portanto, se você quer evitar o eterno retorno dessas espinhas incômodas, precisa tratar não só do lado externo, mas também mudar a forma como se alimenta. Deixe de lado os carboidratos e o glúten e a diferença será visível não só na sua pele, mas em todo o seu organismo. Eis um caminho para a Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link