O Estranho “Efeito Amante da Natureza” Causado pela Pandemia

Quando a pandemia e o consequente isolamento social começaram, foi notável como as pessoas se sentiram quase presas, necessitadas de espaços abertos.

Parece que a redução da mobilidade trouxe de volta a preocupação com o “ar livre” – algo que antes nem era tão buscado…

Será que é só impressão ou realmente houve uma mudança de consciência nesse sentido?

Felizmente, temos a ciência para dar respostas mais exatas a partir de análises minuciosas de comportamento e dados estatísticos.

Quer um exemplo?

Então veja o que fez a Universidade de Vermont, nos Estados Unidos.

Essa universidade possui vários espaços ao ar livre que são abertos ao público, com trilhas para caminhada e muito verde.

Notando que com a pandemia a frequência pareceu aumentar, os pesquisadores da instituição resolveram fazer uma pesquisa.

Eles entrevistaram mais de 400 frequentadores de parques na região da universidade, onde moram cerca de 214 mil pessoas, para entender a essa relação.

O resultado foi surpreendente…

O estudo mostrou que 26% das pessoas que começaram a visitar os espaços ao ar livre a partir dos primeiros dias da pandemia NUNCA ou RARAMENTE tinham ido a esses locais antes!

E tem mais… A percepção dos indivíduos sobre esse contato com a natureza também mudou.

Além desse aumento repentino de “novatos”, o que se vi foi que:

  • 70% dos que já frequentavam parques também aumentaram suas visitas;
  • 81% deles relataram que, com a pandemia, sentiram que as áreas verdes se tornaram ainda mais importantes;
  • 66% disseram que esse locais lhes traziam paz e tranquilidade.

E realmente isso é muito bom, pois sabemos que a redução do estresse e o contato com a natureza são importantes para a saúde.

Quando você relaxa, reduz os níveis do cortisol, o hormônio do estresse, que em excesso aumenta o risco de diversas doenças.

A COVID-19 trouxe muitos problemas, e é interessante ver que diante desses desafios as pessoas estão repensando a forma de viver e valorizando o que importa. Bom para elas!

Outros benefícios do contato com a natureza

Diversos estudos mostram como nos beneficiamos dos espaços ao ar livre, especialmente aqueles onde se tem maior contato com elementos naturais.

Por exemplo…

Vitamina D

Ao ar livre, você recebe os raios do sol, fundamentais para a produção da vitamina D – uma das mais importantes para um corpo saudável.

Nós evoluímos ao sol e precisamos dele!

Relaxamento

Um estudo japonês mostrou que o contato com os odores da natureza, como o cheiro da terra e das árvores, promove redução do estresse.

Quem é que não fica mais calmo em um local desses, não é mesmo?

Vitalidade

Em outra pesquisa, pessoas que tiveram contato com a natureza por pelo menos 20 minutos por dia relatavam ter muito mais vitalidade para suas tarefas diárias.

É como um carregador natural!

Bom também para as crianças

Um estudo feito na Dinamarca usou mapas de satélite para saber o que ocorria em locais onde as crianças tinham mais contato com áreas verdes.

Depois de muitos anos de análise, concluiu-se que crianças que cresceram rodeadas pela natureza tiveram 55% menos risco de desenvolver algum tipo de distúrbio mental depois de adultas!

E então? Quer mais motivos para finalmente compreender a importância dos espaços abertos e da natureza?

Mude também a sua consciência e respire o ar puro. Este é o caminho para uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *






















                           Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link