Alimentação

O Espantoso Caso do Jovem que ficou Cego por Causa de Junk Food

Nas últimas semanas, uma notícia espantou o mundo e deixou em alerta todos aqueles que se preocupam com nossa alimentação moderna, cheia de junk food. Trata-se de um estudo de caso chocante publicado no periódico Annals of Internal Medicine.

Olha só essa história… Um jovem britânico, então com 14 anos, começou a sentir que estava mais cansado do que o usual. Ao consultar o médico, foi constatado que ele não apresentava sinais de desnutrição. Então, recebeu uma prescrição de vitaminas e foi orientado a se alimentar melhor.

Mas os problemas não pararam. Cerca de um ano depois, o adolescente notou que tinha problemas de audição e não enxergava bem. Por volta dos 17 anos, estava praticamente cego. Depois de vários exames, os médicos descobriram uma lesão no nervo ótico… Mas por que isso teria acontecido?

Junk food e saúde – ou a falta dela

O jovem confessou que desde a infância praticamente só comia junk food. Sua dieta era baseada em batatas fritas e pão branco. As poucas carnes que consumia eram presunto e salsicha processada. Tudo isso por vários anos, e justamente em sua fase de desenvolvimento!

Os pesquisadores concluíram que a lesão no nervo ótico que o deixou cego, portanto, foi causada por deficiência nutricional extrema. A falta severa de vitaminas, em especial as do complexo B, e minerais, como o cobre, foi provavelmente a causa dos problemas de saúde.

Esse tipo de lesão costuma ser reversível, mas a situação do garoto foi tão grave que os especialistas conseguiram apenas parar a deterioração no estágio em que se encontra. Resumindo: ele perdeu sua visão, de tanto comer junk food, e isso não tem mais volta.

Cuidado com a sua alimentação!

Essa notícia nos deixa em alerta por diversos motivos… Um é o papel dos pais na alimentação dos filhos. Se você é mãe, pai, ou responsável por alguma criança ou adolescente, fique atento ao que ele come. É seu papel garantir a saúde daqueles que estão sob sua responsabilidade. Dê o exemplo e eduque!

Além disso, é claro, pudemos ver o quanto comer mal é prejudicial… E, como sempre digo, o quanto carboidratos refinados e alimentos altamente processos causas efeitos catastróficos no seu organismo.

É claro que este é um caso extremo. Os pesquisadores comentam que o caso do menino inglês se trata de um distúrbio alimentar, para o qual é recomendado o tratamento adequado. Mas vale de exemplo e de alerta. Corra de junk food! Uma alimentação saudável está diretamente ligada a uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *