O Café Preto Interrompe o Jejum Prolongado?

Essa é uma das perguntas que mais me são feitas… Só pelo fato de você estar tentando ou fazendo o jejum prolongado, evitando comer de hora em hora, já é sinal de que está à frente de 95% das pessoas. Entenda que um café, obviamente sem açúcar ou adoçante artificial, não vai comprometer os benefícios que está buscando.

Como o café interage com os benefícios do jejum prolongado

– Cetose

O grande objetivo do jejum é gerar cetose. Como a sua ingesta alimentar tem intervalos prolongados e seu corpo requer energia, você quebra a gordura corporal como energia, gerando os corpos cetônicos.

Se o café inibisse a cetose, provavelmente quebraria o jejum, mas um estudo recente descobriu que tomá-lo nessas condições aumenta a cetose em humanos.

– Queima de gordura

O fato do cafezinho aumentar a cetose, como vimos, certamente aumenta a queima de gordura. E este é outro aspecto importante do jejum.

– Sensibilidade à Insulina

O jejum a longo prazo melhora a sensibilidade à insulina e a tolerância à glicose, o que aumenta a queima de gordura e perda de peso, assim como exercícios e dietas com pouco carboidrato.

O café também produz um efeito semelhante, pois muitos estudos mostram que quanto mais você bebe, menor o risco de diabetes tipo 2.

Autofagia

É a limpeza celular, uma das maneiras pelas quais mantemos nossas células regeneradas e saudáveis. E o jejum promove isso também.

No caso, aparentemente seu cafezinho não compromete a autofagia. Estudos em  camundongos, tanto o normal quanto o descafeinado induzem a autofagia no fígado, tecido muscular e coração.

Proteína Quinase Ativada por Adenosina Monofosfato (AMPK)

O jejum promove maior ativação de AMPK, que é uma enzima inibidora do armazenamento de gorduras e promove a sua queima. Desencadeia a autofagia, regeneração mitocondrial e estimula o sistema antioxidante.

O café tem 2 componentes que também ativam essas enzimas, um deles é a cafeína melhora o reparo endotelial via AMPK. O outro, é o ácido clorogênico, que estimula a AMPK.

Conclusão:

O café preto não quebra o jejum em qualquer sentido significativo, podendo ser usado sem problemas.

Agora veja o que pode ser adicionado ao seu cafezinho sem comprometer o jejum:

– Café com TCM ou Óleo de Coco

Não compromete o jejum, pois a gordura pura tem pouco ou nenhum efeito sobre a insulina, a glicemia ou qualquer outra medida que indique um “jejum quebrado”. Esses óleos vão ajudá-lo a jejuar por mais tempo, ou evitar fraquezas e compulsões.

– Café Com Manteiga ou Ghee

Tem o mesmo efeito que o TCM e óleo de coco desencadeiam noorganismo, ou seja, não comprometem a insulina e glicemia ou outros fatores que quebre o jejum.

Sua diferença em relação aos outros óleos é que tem pequena quantidade de proteína, mas mesmo assim não compromete a autofagia, que normalmente ocorre com a ingestão de proteínas. Portanto, pode ser usada sem problema.

– Café com chantily

O chantilly contém lactose e açúcar (carboidratos) e proteína. Pequena quantidade deste na bebida não afetará muito a sua queima de gordura, mas provavelmente inibirá a sua autofagia.

Portanto, não é aconselhável.

– Café com amêndoas

Desde que você use uma versão não adocicada, não industrializada, não causa nenhum comprometimento no seu jejum.

– Café com canela / cacau

Canela reduz a resistência à insulina, portanto é uma boa associação, não comprometendo o jejum.

Já o cacau em pó é adequado desde que seja em pequena quantidade, pois contém carboidratos, proteínas e gordura. Pode ser usado em pequena quantidade, caso contrário reduz os efeitos do jejum.

– Café com Stevia

Como a stevia reduz os níveis de glicose e insulina, não há nenhum comprometimento do jejum, podendo ser adicionado à bebida.

– Café com Luo Han Guo (extrato de Monkfruit)

Esse adoçante natural tem efeito semelhante ao da stevia, podendo ser usado sem problemas.

– Café com Adoçantes Artificiais

Não há boas evidências de que eles prejudiquem a resposta metabólica ao jejum, mas há outros efeitos indesejáveis ​​que você deve evitar.

– Café com Colágeno

Apesar do colágeno ser uma proteína pura, pode ativar discretamente a enzima mTOR que inibe a autofagia. Com isso, o colágeno no seu café durante um jejum terá bom efeito inibidor do apetite e para a queima de gordura, colaborando para que consiga manter um jejum por mais tempo. Porém, pode  reduzir discretamente os benefícios da autofagia.

Cuide-se e desfrute do seu cafezinho!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *