O brinde que aumenta a sua memória

Sabe a sensação boa que você tem em uma ocasião especial, quando brinda com uma taça de champagne?

Nesse momento você sente também aquelas cócegas no seu nariz, e só isso já é sinal de coisa boa e de festa.

E como se não bastasse, vou te passar uma informação muito agradável: a champagne é um alimento especial para o cérebro e relaxante do seu sistema vascular. 

Mas, espere… tem que ser o tipo certo de champagne. E vou lhe falar qual é!  

Os elementos comprovadamente protetores encontrados em certos tipos de champagne são os potentes antioxidantes chamados fenólicos. Esses componentes se encontram em muitas frutas e vegetais, como uvas, vinho tinto, além de cacau e chá.

O champagne foi aprovado

Os pesquisadores da Universidade de Reading, no Reino Unido, fizeram o teste de champagne para saber quais eram as mais ricas nestes compostos fenólicos. Eles usaram um grupo de ratos, que precisavam percorrer um labirinto com uma recompensa de comida no final.

Depois de aprenderem o labirinto, alguns ratos receberam champagne, enquanto outros consumiram suco de fruta não alcoólico ou água gasosa com álcool.

A quantidade de champagne por peso corpóreo equivalia a 1 taça de champagne por dia. Depois de 6 semanas, os ratos foram colocados no labirinto novamente. O estudo foi publicado no Antioxidants and Redox Signaling.

Os ratos que beberam champagne lembravam melhor o caminho do labirinto do que os que beberam álcool ou suco de frutas.

Como o champagne pode te beneficiar

Na literatura médica não há estudos em humanos que mostram esse mesmo resultado, porém para a saúde cardíaca os efeitos dos compostos fenólicos são claros.

Já é comprovado que eles são bons para o sistema cardiovascular.

O mesmo grupo de pesquisadores ingleses publicou um estudo no Britsh Journal of Nutrition, quando deram a voluntários uma taça de champagne ou suco de frutas com álcool.

Algumas horas mais tarde, constatou-se que o grupo que tomou champagne tinha os vasos sanguíneos mais flexíveis, o que está associado a redução de pressão arterial e saúde cardíaca.

A minha dica do melhor champagne

Somente certos tipos de champagne são benéficos, e para isso devemos procurar as que têm maior concentração de compostos fenólicos, substâncias que são encontradas na casca das uvas vermelhas.

As champagnes (por definição, são somente as produzidas na região de Champagne, na França) e os produtos que reproduzem o método de produção original usam 3 tipos de uvas: a Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier.

  • Chardonnay: uva branca bem conhecida, que produz vinho branco. É pobre em compostos fenólicos.
  • Pinot Noir e / ou Pinot Meunier: são uvas escuras, ricas em compostos fenólicos. Portanto, escolha um champagne ou espumante que seja feito com uvas Pinot Noir e/ou Pinot Meunier e beba sem reservas, mas com moderação, é claro!

Agora, se você quer mais compostos fenólicos, beba uma taça de vinho tinto, com uvas Pinot Noir, que comparado a outros vinhos tintos é o que concentra a maior diversidade de antioxidantes fenólicos, seguido pelo Cabernet e Syrah.

Brindemos!

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link