Meditar Realmente pode Reduzir o seu Estresse?

E aí? Qual seria sua resposta para o título desse artigo? Sim ou não?

Pela lógica, a primeira resposta que vem à nossa mente é sim… 

Porque se nós meditamos, nos concentramos e relaxamos… É claro que iremos sentir uma redução no estresse.

Mas, será mesmo?

Bom, diversos estudos até agora têm mostrado que a meditação pode realmente reduzir o estresse.

Só tem um problema.

Quase todos esses estudos eram baseados em entrevistas com os participantes. 

Mas, até agora, não se tinha uma medida para saber se os níveis de estresse no organismo realmente reduzem por conta da meditação a médio prazo.

Estou falando de uma medição exata, e não apenas de entrevistas com os participantes das pesquisas sobre suas percepções (que, é claro, podem ser influenciadas por diversos fatores).

E foi em busca dessa resposta que os pesquisadores do Max Planck Institute for Human Cognitive and Brain Sciences, na Alemanda, foram atrás.

O que eles encontraram vai te surpreender!

O segredo estava no cabelo

Isso mesmo. A grande sacada desse estudo para descobrir sobre os níveis de estresse estava nos fios de cabelos dos participantes.

Calma, já vou te explicar. É o seguinte…

Primeiro, 3 grupos de 80 pessoas cada participaram de módulos diários para aprenderem diversas técnicas de meditação.

Eles fizeram isso 30 minutos por dia durante 9 meses. Um tempinho bom, concorda?

Depois disso, os fios de seus cabelos foram analisados. E por um motivo simples.

Quando enfrentamos um desafio, que eleva nossos graus de estresse, nosso corpo libera o hormônio cortisol. 

Esse é um hormônio comum, mas se estamos sempre estressados e ele está sempre circulando, pode causar problemas à nossa saúde.

A grande ideia aqui é que quanto mais tempo o cortisol circula, mais ele se acumula no cabelo.

Então o que os pesquisadores fizeram foi avaliar os fios de cabelo dos participantes a cada 3 meses. Espertos, não?

O que a pesquisa mostrou

Nos primeiros 3 meses, os níveis de cortisol não reduziram tanto…

Mas na medida em que os participantes treinavam mais as técnicas de meditação, a concentração de cortisol ia diminuindo.

Após 6 meses meditando, a redução medida de estresse no cabelo foi de incríveis 25%!

“Precisamos trabalhar para neutralizar os efeitos do estresse crônico de forma preventiva. Nosso estudo usa medições fisiológicas para provar que as intervenções de treinamento baseadas na meditação podem aliviar os níveis gerais de estresse, mesmo em indivíduos saudáveis.”, comenta a pesquisa Lara Puhlmann.

Hora de meditar!

Então, hoje temos mais uma confirmação de como a meditação realmente funciona. 

Não importa a técnica, o importante é o treinamento mental e o relaxamento que ela proporciona.

Se você não sabe por onde começar, pode seguir esses passos simples:

1. Sente-se em silêncio. Pode colocar uma música bem suave. Feche os olhos.

2. Procure respirar ritmicamente e concentre-se em algo. Pode ser sua respiração, uma imagem, um mantra ou até mesmo em nada. É comum no início sua mente começar a divagar, mas traga-a de volta ao seu ponto de foco e continue a partir daí. Nós temos cerca de 75 mil pensamentos por dia, e só deixamos de pensar quando morremos, portanto, é normal isso que possa ocorrer.

3. Reserve cerca de 20 minutos por dia para meditar. Outra opção é dividir esse tempo em espaços curtos, mas que você atinja estes 20 minutos no dia.

4. Insista, pois quanto mais você treina, mais consegue se concentrar e atingir o objetivo.

Com o tempo você vai conseguir meditar cada vez mais e melhor. E os efeitos você já sabe: redução de estresse e uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

Mente Sã, Corpo São: 7 Benefícios do Mindfulnesswww.DrRondo.com

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *