Alimentação

Linhaça: Boa ou Ruim?

Como o próprio nome já diz, a linhaça nada mais é do que a semente da planta do linho (Linum usitatissimum), a planta da qual se extrai as fibras para a fabricação do tecido. Há registros de uso dessa planta há mais de 5000 anos antes de Cristo, e elas foram desenhadas até nas tumbas de alguns faraós do Egito. Não é de se estranhar, já que o uso dos fios de linho é tão antigo quanto…

Mas, como você já deve estar imaginando, nosso objetivo aqui é falar sobre alimentação, e não sobre vestuário. Os tipos de linhaça são basicamente 2: a linhaça marrom e a dourada. Pode ser utilizada integral, moída, em forma de farinha, e há também a opção do óleo de linhaça.

Muitos dos prováveis benefícios comentados dessa semente estão ligados tanto à sua composição quanto à função que exerce no organismo. Além de ter proteínas, ela tem uma porcentagem maior de ômega 3 com relação ao ômega 6, o que é algo positivo: 54% da gordura encontrada na linhaça é ômega 3, enquanto só 6% são de ômega 6. Porém, esse ômega é diferente daqueles de procedência animal.

Também tem muitas fibras, ajudando no trânsito intestinal. Então, vamos resumir os benefícios:

O que há na linhaça

1 – Ômega 3

A linhaça tem uma grande quantidade de ômega 3, um ácido graxo essencial para a saúde. Mas lembre-se que não podemos ingerir ômega 3 somente a partir de origem vegetal, pois alguns vegetais também são riquíssimos em ácido alfa linoleico (ALA), que por sua vez precisa ser convertido em EPA e DHA. Como o nosso corpo não processa esses ácidos de uma forma muito positiva, acabamos ficando sem todos os tipos de ômega 3. Portanto, é fundamental ingerir o ômega 3 também a partir da origem animal.

2 – Fibras, muitas fibras

Quanto melhor o seu trânsito intestinal, ou seja, a passagem da comida pelo seu organismo, mais você previne doenças. O ideal é que se use 50 g de fibras para cada 1000 calorias consumidas. Nesse caso a linhaça pode ser uma aliada, já que, a cada 100 g, 30 são de fibras. (Clique aqui para saber mais sobre trânsito intestinal).

3 – Saúde dos olhos

O ômega 3 da linhaça também é importante para se ter uma boa visão. Mais uma vez é importante lembrar que, ainda que ela contenha esse ácido graxo, ele é melhor assimilado quando vem de fontes animais – principalmente peixes selvagens e gado criado livre pastoreando. Falei um pouco mais sobre isso em outro post

Então, com relação às fibras, você pode até colocar a linhaça no seu dia a dia. Já no quesito ômega 3, o melhor é optar por fontes de origem animal.

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *