Light nem sempre é melhor

O medo de engordar tem sido responsável por uma verdadeira invasão dos chamados alimentos light. Só que é ilusão pensar que eles sejam iguais aos seus similares orgânicos e naturais, ou que seu uso constante não desencadeie efeitos colaterais indesejáveis. Aqueles cuja redução calórica se dá pela substituição do açúcar por aspartame trazem sérias ameaças à visão e ao sistema nervoso central, além de estarem relacionados ao surgimento de câncer, principalmente de tireóide.

Já os chamados low fat, com menores índices de gordura, são alvos de estudos que evidenciam aumento no nível de colesterol ruim, associado a seu consumo. Se a intenção é emagrecer, sem prejuízo para a saúde, a dica é seguir as recomendações do livro Fazendo as Pazes com Seu Peso, de Wilson Rondó Jr., ed. Gaia.

Vitaminas ajudam a emagrecer. Como parte de um poderoso coquetel, que inclua também aminoácidos, minerais e fitoterápicos, elas aumentam a atividade da mitocôndria, o componente celular que queima calorias e produz energia, além de elevarem a capacidade de queima de gordura do organismo. O resultado é emagrecimento eficiente e mais duradouro. E energia de sobra, claro!

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




























               Clique aqui para saber mais detalhes >




 
close-link
close-link