Alimentação

Leites Falsos Não Substituem o Leite de Vaca

E eu acredito que chamar essas coisas de leite é uma fraude. Já vou te falar quais são…

Há um sério movimento de um público consciente sobre questões de saúde tomando vulto em alguns países, o que nos permite ter esperanças de dias melhores nessa área.

Mudanças desse tipo são animadoras e acabam por estimular outras iniciativas. Em recente decisão, a justiça europeia determinou que as palavras “leite” e “queijo” não podem mais ser usadas em produtos de origem vegetal, como em “leite de soja” e “leite de coco”.

Para efeitos de comercialização e publicidade, a normativa da União Europeia reserva a denominação “leite”, a princípio e exclusivamente, ao leite de origem animal. Os juízes do alto tribunal entendem que isso se aplica também aos produtos de origem vegetal etiquetados como “creme de leite”, “chantili”, “manteiga”, “queijo” e “iogurte”, mesmo se sua origem estiver especificada no rótulo.

Para o Tribunal, a adição de menções descritivas ou explicativas não garante que o consumidor não se confunda.

Leites alternativos são pouco mais que água com sabor

Vamos pegar, por exemplo, o leite de amêndoa. Ele contém mais água, adoçantes, espessantes e aditivos do que amêndoas reais.

Na verdade, este “leite” contém apenas uma pequena porcentagem de amêndoas por embalagem.

Ou seja, torna-se um produto pobre em nutrientes e muito caro por isso!

Mas temos que admitir que esses leites falsos são uma “vaca leiteira” para a Indústria. As vendas desta água subiram 60% nos últimos cinco anos. O mercado de leite não lácteo é agora de mais de US $ 2 bilhões por ano na América.

O marketing faz com que você pense que eles são mais saudáveis ​​para você do que o leite real.

Mas não trazem os mesmos benefícios para o corpo humano.

Qual é o leite ideal?

O adequado é que você fique com leite de verdade, que vem de vacas criadas e alimentadas a pasto.

Neste leite fresco, com certeza você recebe a quantidade adequada de proteína, gordura, cálcio ou vitamina D.

Por outro lado, usar esses leites falsos pode ajudá-lo a ter sérios problemas de saúde.

Segundo um novo estudo publicado no British Journal of Nutrition, descobriu-se que as pessoas que usam essas bebidas em vez de leite podem estar em risco de deficiência de iodo.

Pesquisa realizada na Universidade de Surrey com 47 leites não lácteos diferentes feitos de amêndoas, arroz, soja, etc., observou que a maioria deles tinha apenas cerca de 2% do iodo encontrado no leite real.

E seu corpo precisa de iodo para produzir hormônios da tireóide.

Sua deficiência pode causar:

  • o aparecimento de bócio (edema importante e doloroso) na glândula tireoide.
  • obesidade
  • comprometimento cognitivo
  • transtornos psiquiátricos e depressão
  • fibromialgia
  • vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama.
  • arritmia cardíaca
  • osteoporose e perda de massa muscular.

E mais, o iodo é fundamental para o desenvolvimento cerebral dos bebês.

Nunca se precisou tanto de iodo como no mundo tóxico de hoje, pois os receptores dentro de suas células destinadas ao iodo ficam tomadas de toxinas como o cloro, flúor, bromato e perclorato (combustível para aviação).

Com isso, eles bloqueiam sua capacidade de absorver e usar o iodo de sua comida.

Como testar o seu nível de iodo

Mesmo em casa é fácil checar uma deficiência de iodo. Todas as manhãs assim que acordar, cheque a sua temperatura pela boca. Se estiver consistentemente abaixo de 36º C, você provavelmente terá baixos níveis de iodo.

Para confirmar isso, peça ao seu médico um exame de urina de 24 horas.

Como melhorar o seu iodo

Se houver deficiência do mesmo, a melhor opção é sempre através da alimentação, especialmente com: leite cru, iogurte, algas marinhas, ovos, salmão, lagosta, bacalhau e camarão.

Para maior eficiência de absorção e ação do iodo é aconselhável consumir alho fresco, liofilizado ou envelhecido, pois estes contêm uma forma bioativa de selênio. Ou coma duas castanhas do Pará todos os dias.

Nos casos que requerem suplementação, essa deve ser feita por orientação de um médico. Parece simples, mas pode promover um desequilíbrio hormonal, conforme já falei em outro post (clique aqui para ler).

E lembre-se: beba sempre o leite real, de vacas criadas a pasto. Ele é a melhor opção para que você tenha uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

 

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 223 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É gratis)!
QUERO RECEBER
close-link