Alimentação

Laranja: Quando é Boa e Quando se Transforma em Vilã?

Uma das frutas mais consumidas do mundo, a laranja é praticamente uma superstar. Originária da Sicília, Calábria e Sul da Espanha, hoje, onde quer que se vá, lá está ela.

Certamente você já ouviu falar que as laranjas são uma ótima fonte de vitamina C. Isso é verdade, com todos os benefícios decorrentes desse fato. Porém, há alguns problemas com relação à laranja que vou falar daqui a pouco.

Mas, primeiro, veja só a parte boa:

  • A laranja contém 165% do valor diário recomendado de vitamina C para o corpo;
  • Tem vitaminas do complexo B, importantes na geração de energia e combate ao estresse;
  • Tem fitoquímicos com potente ação antioxidante, como betacaroteno, luteína, zeaxantina, antocianidinas, hesperidina e narigerin;
  • Concentração de fibras, que protegem contra câncer de cólon e são importantes para um bom funcionamento do intestino.
  • Reduz a pressão sanguínea diastólica após uso frequente por mais de 30 dias, segundo estudos. Essa ação acontece graças à hesperidina.
  • Estimula seu sistema imunológico.
  • Tem polinietoxiflavonas, um flavonóide específico das frutas cítricas, que tem ação anticâncer.
  • Protege contra gripes e resfriados.

Bom, esses são motivos mais que suficientes para aproveitar as laranjas, não é mesmo? Será que ainda assim há alguma chance dela se transformar numa vilã?

Quando a laranja se torna uma vilã

O problema é que muita gente acaba consumindo a laranja de forma errada. Como todas as frutas, ela contém frutose, um açúcar que em excesso é prejudicial à sua saúde, aumentando sua sensibilidade à insulina e o risco de ficar diabético.

Quando consumida em sua forma integral, as fibras e antioxidantes da laranja compensam os prejuízos dessa frutose. Porém, muita gente – e arrisco a dizer que a maioria – só consome laranjas em forma de suco. E é aí que mora o perigo!

O suco concentra a frutose, e dependendo de como é feito, deixa de lado todos os outros benefícios. Quando é adoçado com açúcar ou mesmo adoçante, a situação é ainda pior, maximizando os problemas citados acima.

Para se ter uma ideia, um copo de suco de laranja contém cerca de 8 colheres de chá de açúcar. Ao menos 50% desse açúcar é frutose. É quase tanto quanto uma lata de refrigerante, que contém aproximadamente 10 colheres de chá de açúcar.

Não precisa nem falar dos sucos vendidos prontos, não é mesmo? Mesmo os vendidos como “naturais” precisam de alguma substância química para se manter inalterados nas prateleiras do mercado. Tenho certeza que não é isso que você quer colocar no seu corpo!

Então, a dica é simples: opte por consumir a fruta ao natural, que é a forma de obter todas as partes boas que comentei. Essa é mais uma atitude para que vai lhe levar a uma Supersaúde!

Referências bibliográficas:

  • Livro Muito Além dos Superalimentos: Mude sua Vida com Supernutrientes.
  • Am J Clin Nutr. Apr 2004, 79 (4): 537 – 43
  • American Journal of Clinical Nutrition. Nov 2009, 72: 1128 – 1134
  • British Medical Journal. Feb 9, 2008, 336: 285 – 286
  • Food Renegade. July 28, 2011
  • Pediatr. Jun 2009, 154 (6): 807 – 13
  • JAMA. Nov 24, 2010, 304 (20): 2270 – 8
  • Journal of Nutrition. Dec 2000, 130: 3077 – 3084
  • Kidney Int. Apr 2010, 77 (7): 569 – 70
  • Semin Nephrol. Sep 2011, 31 (5): 410 – 9
< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *