Prevenção

Ironia: o Vinho Protege Contra Doenças do Fígado!

Pois é, quem diria! Quando você pensa em problemas no fígado, o álcool quase sempre está no topo da lista de possíveis culpados. Mas, por ironia, isso pode não ser necessariamente verdade.

Um estudo recente, realizado na Escola de Medicina de San Diego, mostra que o vinho tinto pode realmente protegê-lo contra doenças do fígado.

Nessa comprovação, os pesquisadores examinaram cerca de 12.000 voluntários e descobriram que aqueles que bebiam um copo de vinho tinto por dia tinham 50% menos chance de serem diagnosticados com cirrose hepática não alcoólica.

E é ainda mais impressionante, pois o efeito protetor do vinho manteve-se constante mesmo depois que eles se ajustaram a outros fatores como idade, sexo, índice de massa corporal e dieta.

O crédito, neste caso, e não seria diferente, recai sobre os benefícios do resveratrol.

Trata-se de um polifenol encontrado especificamente na casca das uvas usadas para fazer vinho tinto.

Ficou claro para os pesquisadores que os participantes que relataram ingestão moderada de outras bebidas como cerveja ou drink, na mesma proporção do vinho tinto, tiveram quatro vezes mais chances de desenvolver cirrose hepática não alcoólica.

Isso realmente é surpreendente, sendo mais um benefício do resveratrol que tem inúmeras ações comprovadas como:  

  • Proteção cardiovascular
  • Melhora da glicemia e redução do peso
  • Melhora dos níveis gerais de colesterol
  • Redução de pressão arterial
  • Prevenção de lesão renal
  • Melhorias para o sistema nervoso e cérebro
  • Proteção contra doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson

Portanto, se você gosta de uma taça de vinho com o seu jantar, esta nova informação lhe dá mais razão para fazer mais um brinde à saúde!

Mas tenha em mente que neste estudo (e em todos os outros estudos que derramam elogios ao vinho tinto), os benefícios vêm de beber com moderação para colher as recompensas.

Mais do que isso e você corre o risco de fazer mais mal do que bem.

E lembre-se que os vinhos naturais, orgânicos e biodinâmicos são a melhor escolha. Se você sempre se preocupa com o que come, deve fazer o mesmo com o que bebe!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *