Saúde

5 Usos Fantásticos da Gingko Biloba

A gingko biloba é uma planta muito antiga. E quando eu falo muito, é muito mesmo! Ela existe a 150 milhões de anos, ou seja, já estava presente no tempo dos dinossauros!

Porém, ela passou a ser mais conhecida e estudada depois da II Guerra Mundial, pois foram encontrados alguns de seus exemplares que sobreviveram à explosão das bombas atômicas no Japão.

Você já deve ter ouvido falar no seu potencial para uma boa memória, mas, além desse, há outros benefícios. Vamos falar um pouco sobre eles. Começando, é claro, pelos mais conhecidos.

1 – Memória

A gingko biloba tem ação antioxidante, agindo nas células cerebrais e no sistema nervoso. Por causa disso, é muito indicada para casos como a Doença de Alzheimer, onde há perda de memória recente e insuficiência cerebral.

2 – Melhora a função cerebral

Não é só a memória que é beneficiada. A função cerebral como um todo é ganha com os antioxidantes desse fitoterápico. A maioria das pesquisas costuma recomendar 240 mg por dia para pessoas com insuficiência cérebro vascular, confusão e perda de memória.

3 – Saúde dos olhos

A gingko biloba aumenta a circulação sanguínea saudável para os olhos e reduz a inflamação. Segundo pesquisas, a suplementação melhora a visão de pessoas com glaucoma. Isso é importante porque o seu fator de risco para o desenvolvimento de glaucoma aumenta a cada ano, na medida em que você envelhece.

4 – Zumbido no ouvido

O zumbido nos ouvidos marca uma condição conhecida como tinnitus, geralmente causada por má circulação no ouvido interno. Ela incomoda 20% das pessoas, geralmente com mais de 50 anos.

Como é um potencializador da circulação, em especial da microcirculação, a gingko biloba pode ajudar nesses casos. Alguns estudos mostraram que esta substância, na dosagem de 120mg por dia, traz resultados positivos.

5 – Síndrome da perna inquieta

Se você sofre com isso, saiba que o fitoterápico pode ser também de grande auxílio. Como em grande parte das vezes a síndrome das pernas inquietas é causada por problemas circulatórios, dar uma chance para essa planta amiga pode ser uma boa ideia.

Estudos sugerem que doses diárias de 120 mg do extrato padronizado 50:1 oferecem bons resultados.

Cuidados com a gingko biloba

Se você usa Varfarina, medicamento voltado para pacientes com risco cardíaco, fique alerta! Nesses casos evite a gingko biloba, pois podem haver interações.

E, claro, sempre é bom lembrar que antes de utilizar qualquer suplemento, você deve conversar com o seu médico. Ele conhece seu histórico de saúde e saberá qual a melhor opção para o seu caso!

Referências bibliográficas:

< Artigo AnteriorPróximo Artigo >
Médico, Cirurgião Vascular especializado em medicina preventiva e alta performance. Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de 8 livros com temas relacionados à nutrição, medicina preventiva e esportiva. (CRM 47078)

1 Comment

  1. Tenho assistido varios vídeos do Dr. Rondo e a cada dia me desperta em adquirir seu conhecimentos pois considero um Grande médico. Responsável, preocupado com a saúde de seu semelhante.Orientando as pessoas para curar as doenças e não para mascaralas com remédios remédios e ñ as tratando.
    Com muito carinho, sou grata a todos os seus esforços em nos orientar com responsabilidade.Parabéns Dr. Rondo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre Saúde, Alimentação e Bem-estar e conquiste uma super saúde (É grátis)!

QUERO RECEBER
close-link

Acabei de escrever uma nova Dica! Quer Receber?

Junte-se aos mais de 300 mil leitores inteligentes que recebem dicas exclusivas sobre saúde e alimentação!
Conquiste uma super saúde agora!
(É GRÁTIS)
QUERO RECEBER
close-link